Benefícios corporativos aumentam a produtividade

Por Redação Onze

benefícios aumentam a produtividade da empresa

Se pensarmos na relação entre a satisfação dos colaboradores e seu nível de engajamento no trabalho, é muito provável que sim. Mas é possível ir além da especulação: funcionários satisfeitos com seus benefícios são 20% mais produtivos e elevam a performance da empresa em quase 60%, como veremos em estudos da área.

Para ajudar você a alcançar esses resultados, vamos explorar quais benefícios aumentam a produtividade da empresa com base em números, cases e estatísticas. Continue lendo e veja como gerenciar as compensações da forma mais efetiva possível.

É verdade que benefícios aumentam a produtividade da empresa?

A ideia de que benefícios aumentam a produtividade da empresa é fácil de ser constatada, já que esses complementos ao salário têm o poder de engajar e satisfazer os colaboradores. Logo, é claro que um profissional mais feliz e comprometido com seu trabalho produz mais e melhor, além de se tornar mais leal à empresa.

No caso, os benefícios englobam os clássicos vale-refeição, vale-alimentação e plano de saúde, participação nos lucros, e também iniciativas mais atuais como horários flexíveis, bolsas de estudo, plano de previdência privada e vale-cultura.

Para não deixar dúvidas de que esses incentivos contam muito na performance dos profissionais, vamos às pesquisas e estatísticas que provam essa relação.

Uma pesquisa amplamente reconhecida da Social Market Foundation, intitulada Happiness and productivity e publicada em 2015, mostra que os colaboradores que recebem benefícios e mimos apresentam uma performance 20% superior na execução de suas tarefas.

Após vários experimentos, a conclusão dos pesquisadores é que “o bem-estar impulsiona o desempenho das pessoas no trabalho e também estreita a relação entre a produtividade e felicidade humana, provando que é possível alcançar ganhos de longo prazo com pequenas medidas na empresa”.

Outro estudo, Employee Happiness Index 2019, publicado pela Benify, revela que os colaboradores mais satisfeitos com os benefícios oferecidos alcançam níveis de engajamento 11,5% maiores que a média e 25,2% superiores em relação aos colegas menos satisfeitos.

Além disso, o relatório 2018 Employee Benefits, publicado pela SHRM, mostra que os benefícios são primordiais para 92% dos colaboradores e são a razão principal para a escolha de um emprego para 29% deles.

Do lado das empresas, as organizações que usam os benefícios como estratégia de recrutamento e retenção de talentos apresentam uma performance geral 58% superior e uma retenção 28% mais efetiva.

Ou seja: há evidências suficientes de que bons benefícios estão diretamente relacionados à produtividade das equipes.

Bons benefícios e tendências na área

Para escolher bons benefícios e impulsionar a produtividade dos colaboradores, é importante estar por dentro das tendências e mudanças nessa área.

No Brasil, 83% dos profissionais formais recebem vale-alimentação, 44% têm plano de saúde, 41% usam o vale-transporte e 34% recebem o vale-refeição da empresa, segundo uma pesquisa do Núcleo de Estudos da Sodexo divulgada em 2020 na Ipesi.

Quando questionados sobre os benefícios que gostariam de receber, os profissionais apontam os seguintes itens (em ordem de prioridade):

  • Plano de saúde
  • Auxílio para cursos e aprimoramento profissional
  • Curso de idiomas
  • Plano odontológico
  • Cartão combustível
  • Auxílio para prática de atividades físicas
  • Auxílio farmácia
  • Bônus e participação nos lucros
  • Descontos e parcerias
  • Dias de folga
  • Auxílio creche e programas de apoio psicológico
  • Vale-refeição e alimentação
  • Horários flexíveis
  • Vale-cultura
  • Massagem
  • Programas de educação financeira
  • Ginástica corporal
  • Previdência privada
  • Home office
  • Utilização de veículo da empresa
  • Happy Hour
  • Dress code flexível.

O resultado mostra que o profissional brasileiro está sintonizado com as tendências globais de benefícios, que incluem medidas para garantir a saúde física, psicológica, financeira e emocional dos colaboradores.

Na opinião de Willian Tadeu Gil, diretor de Relações Institucionais da Sodexo, as empresas brasileiras já perceberam o impacto dos benefícios na produtividade e estão investindo mais nessas iniciativas.

Como resultado, os profissionais encontram pacotes de benefícios cada vez mais completos e com alto valor agregado, que vão muito além do salário.

5 benefícios que aumentam a produtividade da empresa

Ficou claro que benefícios aumentam a produtividade da empresa, mas o programa ideal depende do perfil dos seus colaboradores e objetivos do negócio.

Confira alguns benefícios essenciais e seus resultados nas empresas.

1. Iniciativas de bem-estar

Segundo um estudo de pesquisadores do CDC (Centers for Disease Control and Prevention), publicado em 2016, os investimentos em programas de bem-estar para os funcionários resultam em 66% mais produtividade e 67% mais satisfação entre os colaboradores.

Além disso, mais da metade das empresas pesquisadas relataram uma redução significativa dos índices de absenteísmo (ausência por faltas e atrasos).

Por isso é importante oferecer benefícios como planos de saúde, planos odontológicos, mensalidades de academia, orientação nutricional, incentivo aos exercícios físicos, entre outras iniciativas que preservam a saúde integral e qualidade de vida das pessoas.

2. Opção de trabalho remoto e flexível

Uma pesquisa conduzida pelo professor Nicholas Bloom na Universidade de Stanford, publicada em 2018 na Inc., prova que a simples opção de trabalhar de casa parcialmente pode aumentar a motivação de 80% dos colaboradores.

As empresas participantes da pesquisa ainda revelaram que economizaram cerca de R$ 2 mil por funcionário com o benefício, graças à redução de custos com transporte e alocação.

Além disso, os colaboradores permaneceram focados por mais tempo, fizeram pausas menores no expediente e adoeceram menos no período. Então, instituir o benefício do home office em alguns dias da semana pode ser uma ótima ideia para alavancar os resultados da equipe.

Da mesma forma, 70% das empresas pesquisadas pela SHRM no relatório global de benefícios já oferecem horários flexíveis para ajudar seus funcionários a conciliar a vida pessoal e profissional.

3. Apoio à saúde mental

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a depressão e o transtorno de ansiedade entre profissionais custam impressionantes US$ 1 trilhão por ano às empresas do mundo todo.

Além disso, o estudo publicado em 2019 também mostra que cada US$ 1,00 investido em programas de apoio à saúde mental geram um retorno de US$ 4,00 em produtividade no trabalho.

Logo, está mais que comprovado que benefícios como apoio psicológico, dias de folga e iniciativas de redução de estresse em geral são gatilhos de performance para as empresas.

4. Apoio financeiro

As iniciativas de educação e apoio financeiro também têm seu lugar entre os benefícios que aumentam a produtividade das empresas.

De acordo com a edição de 2019 da pesquisa anual da consultoria PwC sobre bem-estar financeiro dos colaboradores, Employee Financial Wellness Survey, 59% dos entrevistados apontam as questões que envolvem dinheiro como seu principal motivo de estresse no trabalho.

Em relação aos impactos, 32% afirmam que a preocupação com dinheiro afetou sua saúde, 32% dizem que atrapalha os relacionamentos em casa e 21% sentem os efeitos negativos na sua produtividade no trabalho.

Por isso é tão importante oferecer benefícios que ajudem o funcionário a organizar suas finanças, construir seu patrimônio e reduzir as preocupações com as contas, tais como planos de previdência privada, assessoria personalizada e orientação ao uso do crédito.

5. Incentivos à formação e crescimento profissional

De acordo com um relatório da Association for Talent Development (ATD), publicado em 2017, empresas que oferecem treinamentos e benefícios relacionados ao crescimento profissional têm índices de receita por colaborador 218% maiores.

Além disso, a oferta de oportunidades de desenvolvimento pode gerar lucros 24% superiores.

Não é difícil entender essa relação, já que benefícios como cursos, workshops, bolsas de estudo e apoio à educação de modo geral contribuem com a qualificação dos colaboradores e retornam na forma de competência e produtividade para as empresas.

Como escolher benefícios que aumentam a produtividade da empresa

Diferentemente do salário, os benefícios revelam a disposição da empresa em investir em seus funcionários e compreender o que eles realmente precisam, buscando apoiá-los em sua vida profissional, pessoal e financeira.

Os planos de previdência privada corporativa da Onze, por exemplo, são percebidos como um investimento da empresa no futuro do colaborador.

Esse tipo de benefício é altamente valorizado pelos funcionários e reduz consideravelmente o estresse financeiro. Afinal, uma das maiores preocupações dos brasileiros atualmente é a previdência, e um plano fechado com bons rendimentos é a melhor solução para ter mais tranquilidade.

Por isso, a Onze disponibiliza fundos previdenciários com retornos superiores e aportes descontados em folha, e cuida da alocação dos ativos para garantir os ganhos em longo prazo dos colaboradores. Além disso, ainda oferece uma plataforma que facilita a acumulação do patrimônio, incentiva os aportes com gamificação e faz recomendações personalizadas para melhorar a saúde financeira do seu pessoal.

Se ainda tiver dúvidas, acompanhe os artigos, ebooks e ferramentas da Onze para ampliar sua perspectiva sobre o assunto.