CDB ou LCI: qual o melhor título para investir?

Por Redação Onze

CDB

O que é o CDB?

O Certificado de Depósito Bancário é composto por títulos privados, emitidos por uma instituição financeira. Ao emprestar dinheiro para o banco, você recebe o retorno no vencimento na forma de juros. A remuneração pode ser prefixada, pós-fixada e híbrida.

Essa modalidade sofre incidência de Imposto de Renda (IR) e Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) — esse último apenas para aplicações com menos de 30 dias. Tem a proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que preserva até R$ 250 mil por banco por CPF.

E a LCI?

A Letra de Crédito Imobiliário também é um título privado, mas o dinheiro adquirido é investido apenas no setor de imóveis. A remuneração ocorre da mesma forma que o CDB, assim como a proteção do FGC. A diferença é a isenção do IR.

Quais são as diferenças entre os dois?

Os dois títulos são semelhantes, como você percebeu. Mas também existem algumas diferenças importantes. Elas interferem em aspectos relevantes, que impactam seu retorno e a possibilidade de resgate do dinheiro, por exemplo. Para entender melhor, veja quais são as principais distinções:

Opções de investimento

O CDB costuma ter mais opções no mercado, porque o dinheiro captado é utilizado para diferentes finalidades. Por sua vez, a LCI tem menos variabilidade. Além disso, quando tem crise no setor imobiliário, a oferta de papéis diminui.

Liquidez diária

Os prazos de resgate em ambas as modalidades costumam ser no vencimento. No entanto, há várias opções de CDB com liquidez diária. Alguns deles têm carência de até 90 dias, mas o dinheiro pode ser sacado a qualquer momento depois disso.

No caso da LCI, ocorre menos liquidez. O normal é o resgate apenas no vencimento. Com isso, deixa de ser uma opção para quem precisa ter a quantia em mãos no curto prazo.

Tributação

A LCI tem isenção de IR para pessoas físicas. Essa é uma vantagem, que tende a tornar essa aplicação financeira melhor. Ainda assim, o CDB é válido devido a outros critérios, como a liquidez imediata. Em relação ao Imposto de Renda, a tabela seguida é a regressiva:

  • aplicações até 180 dias: alíquota de 22,5%
  • aplicações entre 181 e 360 dias: alíquota de 20%
  • aplicações entre 361 e 720 dias: alíquota de 17,5%
  • aplicações acima de 720 dias: alíquota de 15%

Rentabilidade

O modelo de remuneração de CDB ou LCI é igual. A remuneração geralmente segue um indexador, que costuma ser o Certificado de Depósito Interbancário (CDI), o índice de referência das operações entre os bancos. 

A diferença é que o CDB vai de 90% a 100% do CDI — em alguns casos, bem mais, principalmente oferecido por bancos menores, onde o risco é menor (mas lembre-se que você tem a garantia do FGC). No caso da LCI, tende a ficar entre 80% e 90%.

Então, qual o melhor investimento? CDB ou LCI?

A resposta depende do ativo que você encontrar no mercado. Existem situações em que, entre CDB ou LCI, o primeiro rende mais, mesmo com aplicação de IR. Por isso, é importante sempre fazer um cálculo comparativo.

Por exemplo, um CDB que remunera 100% do CDI rende o mesmo que uma LCI com 85% do CDI, se for sacado depois de 720 dias. Nesse caso, o IR é de 15%.

Ainda é preciso considerar quando você precisará do dinheiro. Se tiver possibilidade de deixar até o vencimento, entre CDB ou LCI, o segundo pode ser melhor. Mas caso precise sacar antes, o primeiro é mais viável.

Como escolher entre CDB ou LCI?

A definição depende de algumas variáveis. Veja quais são elas.

Objetivo de investimento

A meta é de curto prazo? O CDB é mais interessante. Se seu objetivo é de longo prazo, opte pela LCI. Caso queira formar sua reserva de emergência — usada para imprevistos — prefira o CDB, que costuma ter mais liquidez.

Capital aplicado

O CDB é mais indicado para valores menores e maior liquidez. Por isso, é interessante para quem tem pouco dinheiro para investir. A LCI, por outro lado, é o ideal para quem tem uma quantia maior e quer potencializar o retorno.

Tempo de investimento

Para curto prazo, melhor é o CDB e o LCI é voltado para o longo prazo. Simples assim. Se você tem dúvidas sobre um possível saque antes do vencimento, fique com a maior liquidez, ok?

Agora que você entendeu o que diferencia CDB ou LCI, já pode pensar qual das alternativas é válida para o momento atual. Quem sabe, no futuro, você opte pela outra?

Aproveite para saber mais sobre como investir e conheça 7 lições do livro “Segredos da Mente Milionária”.