CPF na nota vale a pena? Descubra mais sobre aqui!

Por admin

cpf na nota vale a pena

Colocar CPF na nota vale a pena? Após a criação da norma que possibilitou esse tipo de ação, muitas pessoas têm dúvidas se realmente é interessante inserir uma informação tão valiosa e pessoal em um documento fiscal que, até então, não teria necessidade alguma de ter esse dado.

Algumas pessoas não conseguem enxergar nenhum tipo de vantagem nesse processo, no entanto, é necessário avaliar com cuidado os benefícios que isso pode trazer para o consumidor.

Neste artigo, você saberá, de fato, o que significa inserir o seu CPF nas notas fiscais, os benefícios que podem ser obtidos e os cuidados que você precisa ter. Acompanhe!

CPF na nota vale a pena?

Pedir para informar o CPF na nota fiscal não é uma exigência atribuída a todo o tipo de compra. Existem alguns casos específicos, tais como: compras acima de R$ 10.000,00 ou aquelas que necessitam de prazos para devolução. Não são essas transações que devemos destacar.

A grande questão está em compras normais do dia a dia, como um dia de feira ou na compra de alguma peça de roupa nova. Há pouco tempo, passou a ser possibilitado, por alguns estados brasileiros, a inserção do CPF do consumidor nesse tipo de compras.

Nesse contexto, surge a dúvida: será que vale a pena inserir esse tipo de informação?

A princípio, podemos afirmar que sim! É muito interessante inserir o CPF na nota fiscal. Isso porque você poderá conquistar alguns benefícios muito valiosos com esse processo.

Ainda, você auxilia o Governo Estadual a realizar uma fiscalização mais detalhada dos tributos que são pagos pelas empresas que vendem produtos e serviços.

Quais são os benefícios do CPF na nota?

Agora que você já entendeu o que é o CPF na nota, bem como o quanto esse processo pode ser interessante, vamos mostrar, neste tópico, os principais benefícios que você pode conquistar com esse processo. Acompanhe!

Oferta de descontos

Um dos primeiros benefícios de informar o seu CPF na nota fiscal é o desconto que alguns estabelecimentos de determinados entes federativos oferecem.

Estados como São Paulo, Alagoas, Goiás, Paraná, Rondônia, entre outros, oferecem um abatimento com o acúmulo de notas fiscais nas quais o cliente informou o mesmo CPF.

Esses estados, por exemplo, oferecem desconto de 10% no valor do IPVA para o ano seguinte. Manaus, Rio de Janeiro e Salvador, por exemplo, oferecem descontos no pagamento do IPTU para clientes que têm um determinado volume de notas fiscais com seu CPF informado.

Prêmios

Outro ponto importante é oferta de prêmios. Alguns estados oferecem premiações que vão de R$ 5.000,00 a R$ 1.000.000,00. Esses sorteios ocorrem de forma mensal, e são baseados em notas fiscais. Dessa forma, apenas aqueles consumidores que inseriram o seu CPF nas notas fiscais podem participar desses momentos de sorteio.

Resgate

Alguns estados possuem programas que possibilitam que um consumidor resgate os seus créditos acumulados ao longo de, geralmente, seis meses. Alguns entes federativos permitem que os pontos que foram juntados possam ser convertidos em recargas para celular, ingressos para shows, entre outras opções.

Melhora o seu Score de Crédito

O Score de Crédito é a nova metodologia adotada pelas instituições financeiras e por outas empresas que fornecem créditos para seus clientes de forma mais segura.

Ao inserir o seu CPF na nota fiscal, você aumentará a quantidade de movimentação financeira em seu nome, e isso é muito bem visto pelo mercado de forma geral, sendo assim, pode contribuir para aumentar o seu score ao longo do tempo.

Quais são os pontos que merecem atenção?

Apesar dos benefícios, existem alguns pontos que você precisa observar para evitar correr certos riscos. O primeiro ponto que precisa ser observado é a empresa em que você vai comprar seus produtos. Tenha cuidado ao fornecer seu CPF em lojas que não possuem bons sistemas que protegerão os seus dados.

Outro ponto que merece atenção é a tentativa de emitir as notas fiscais com seu CPF utilizando sites e programas na internet. Algumas pessoas caem na tentação de emitir a segunda via das notas fiscais utilizando determinados aplicativos que podem não ser seguros.

Assim, esses sistemas terão acesso aos seus dados pessoais e podem utilizá-los para finalidades escusas e, além disso, são capazes de gerar problemas graves para você no futuro. Portanto, evite ao máximo fazer isso.

Guarde todos os seus documentos fiscais em um local seguro e, caso seja necessário reemitir algum deles, procure o lojista e verifique a possibilidade de ele fazer essa emissão para você.

Em quais estados é possível inserir o CPF na nota?

Apesar dos benefícios que mencionamos, nem todos os estados do Brasil oferecem esse tipo de oportunidade para os seus contribuintes.

O primeiro ente federativo a possibilitar a inserção do CPF na nota fiscal foi o Rio Grande do Sul, no ano de 2012. Em seguida, outros estados o acompanharam, conforme listaremos abaixo:

  • São Paulo;
  • Rio de Janeiro;
  • Minas Gerais
  • Maranhão;
  • Alagoas;
  • Bahia;
  • Ceará;
  • Amazonas;
  • Sergipe;
  • Rio Grande do Norte;
  • Rondônia;
  • Paraná;
  • Distrito Federal.

A tendência é que nos próximos anos mais estados ofereçam a possibilidade de seus contribuintes inserirem o CPF nas compras em que esse dado não é exigido pela Lei.

O cenário ideal, sob a ótica dos órgãos tributantes, é que todos os entes federativos ofereçam essa possibilidade aos contribuintes.

É arriscado colocar CPF na nota?

Por fim, algumas pessoas ainda podem ter a seguinte dúvida: é arriscado colocar CPF na nota? Se você tomar os cuidados que mencionamos em outro tópico deste artigo, esse pode ser um procedimento totalmente seguro e livre de riscos.

Entretanto, inserir seu documento em sites que não passam segurança ou são desconhecidos pode, de fato, ser um grande risco para você.

Sendo assim, podemos concluir que CPF na nota vale a pena, entretanto, é fundamental tomar certos cuidados para não transformar esse processo benéfico para o contribuinte em um problema grave que vai tirar o seu sono por muito tempo.

Gostou deste artigo ou tem alguma dúvida sobre ele? Então, te convidamos a deixar um comentário logo abaixo. Sua opinião é muito valiosa e importante para nós.