O que é Broker e Home Broker? Entenda tudo sobre e as diferenças de cada um

Por Redação Onze

O que é Broker?

Broker é um termo em inglês que pode ser traduzido como “corretor”. No mercado de ações, é a pessoa que atua como intermediadora entre quem deseja vender e quem deseja comprar um título.

O Broker pode ser uma instituição financeira ou um operador individual, e recebe comissões pelo trabalho desenvolvido. Além dessa função, ele age como um consultor de operações de investimento.

Onde o Broker atua?

Por ser uma ponte entre o vendedor e o comprador, o Broker atua em diferentes mercados e atividades. Trata-se de uma figura importante para o sucesso das operações, simplificando a vida do investidor. Confira:

Mercado de ações

No mercado de ações, o Broker é o operador da corretora de valores, conhecido como “Stock Broker”. Sua função é participar das negociações de títulos. Para isso, é imprescindível ter a certificação, trazendo mais segurança aos investidores.

Mercado imobiliário

No mercado imobiliário, o Broker é o corretor de imóveis. Ou seja, ele atua como um auxiliar do comprador, selecionando imóveis adequados e facilitando o contato e as negociações com o proprietário.

Mercado empresarial

No mercado empresarial, o Broker é uma figura muito importante para a indústria, já que faz o papel de intermediação com os distribuidores e com o varejista. Sendo assim, sua atuação é fundamental para o correto funcionamento da cadeia de suprimentos.

Qual é o papel do Broker? E as suas responsabilidades?

Em primeiro lugar, é interessante que você saiba que, no Brasil, o Broker também é chamado de Agente Autônomo de Investimento. Mas, afinal, qual é o seu papel?

Como o negociador não tem autorização para operar sozinho na Bolsa de Valores, a presença do Broker garante a realização da negociação — pois, sem um intermediário, a compra e venda de ações não seria possível.

Vale lembrar que a intermediação é feita por uma corretora. Por isso, a figura do Broker está sempre ligada a essa instituição financeira.

Além disso, é de sua responsabilidade gerenciar os seus clientes e atender às suas solicitações, mas ele jamais deve interferir nas decisões sugerindo transações. O que ele pode fazer é prestar orientações sobre o processo de investimento.

Quais são as diferenças entre Broker e Dealer?

Dealer é uma instituição que exerce o papel de intermediária para o Banco Central do Brasil (BACEN) no mercado aberto. Sua função é manter a liquidez do mercado, comprando ou vendendo dinheiro.

O termo também pode se referir a figuras que participam de leilões informais e repassam os dados para os demais bancos, sendo credenciados pelo BACEN para realizar tal tarefa.

Quais são as vantagens e desvantagens de ter um Broker?

Você percebeu que a figura do Broker é, de fato, muito importante para quem deseja investir em ações, pois ter o auxílio desse profissional torna a transação mais simples, rápida e segura. Portanto, podemos afirmar que ele facilita a vida do investidor.

Além disso, com a sua experiência e rede de contatos, ele consegue planejar melhor a estratégia de investimento e ampliar os resultados dos seus clientes.

O ponto negativo de contar com o apoio de um Broker é o pagamento de comissão. No entanto, é sempre importante analisar o custo-benefício desse gasto.

Para que não restem dúvidas sobre a figura do Broker, preparamos um breve resumo de tudo o que apresentamos. Confira!

ConceitoPessoa que atua como intermediador em operações no mercado.
FunçãoSimplificar a transação, fazendo a ponte entre quem vende e quem compra.
ResponsabilidadesGerenciar os clientes da corretora, seguindo as suas orientações e dos Analistas de Investimento.
VantagensExperiência, conhecimento e poder de negociação.
DesvantagemPagamento de comissão.

O que é Home Broker?

Ao contrário do Broker, o Home Broker não é uma pessoa, mas uma ferramenta. Isso mesmo! Estamos falando de uma plataforma online que funciona como um facilitador de compra e venda de ações.

Por meio dela, você não precisa de um operador e pode realizar as suas transações sem sair de casa. Aliás, o Home Broker é um dos grandes responsáveis pela popularização da Bolsa de Valores, pois democratizou o seu acesso.

Quais são as principais funcionalidades do Home Broker?

Logo de início, é preciso deixar claro que, por trás do Home Broker, há uma Corretora de Valores. A plataforma é gerenciada por ela, que é a responsável por conectar o investidor ao mercado de capitais.

Entendendo isso, é hora de conhecer as principais funcionalidades dessa plataforma!

Dá acesso à cotação em tempo real

Em um Home Broker, o investidor consegue acompanhar em tempo real a cotação das ações em negociação na Bolsa, o que facilita a sua tomada de decisão.

Permite a compra e venda de ações

Por meio dele, é possível comprar e vender ações de maneira rápida, simples e segura. O investidor escolhe o ativo e executa a operação sem sair de casa, por meio da internet.

Facilita o acompanhamento do pedido de ordem

Assim que o investidor envia as ordens de compra, já pode acompanhar o andamento dos seus pedidos. Dessa forma, ele consegue saber se já foram processados ou não.

Simplifica a gestão da carteira de investimentos

A plataforma permite que o investidor confira todos os ativos existentes em sua carteira de investimentos e o seu saldo financeiro.

Quais são as vantagens e desvantagens de investir por um Home Broker?

Investir por meio de um Home Broker pode ser uma decisão vantajosa. Entre os pontos positivos, a agilidade da transação é um importante destaque, já que a pessoa não precisa entrar em contato com a Corretora para fazer um pedido de ordem.

Além disso, a praticidade de acessar o sistema em qualquer lugar e a redução nos custos com a operação também são interessantes.

Por outro lado, é preciso destacar que essa decisão envolve riscos, se somada à falta de conhecimento e experiência no mercado de ações. Como você é o único responsável pelas operações e pela gestão da sua carteira, é preciso tomar cuidado. Entretanto, a escolha errada da Corretora de Valores também pode influenciar seus resultados.

Basta ter atenção nas operações realizadas por meio da internet. A segurança dos seus dados precisa ser garantida e, claro, a conexão não pode cair no meio de uma transação, não é mesmo?

Confira agora um breve resumo sobre o Home Broker!

ConceitoPlataforma que permite a negociação de ações pela internet.
FunçãoPermitir a comunicação entre o investidor, a Corretora e a Bolsa de Valores.
VantagensAgilidade, praticidade e redução de custos.
DesvantagensÉ preciso ter cuidado para não haver perdas em razão da falta de experiência e conhecimento do investidor.

Conseguiu entender as diferenças entre Broker e Home Broker? Conforme visto, esses conceitos são importantes para quem deseja investir na Bolsa de Valores e ampliar seus rendimentos. Esperamos que este post tenha sido útil e ajude você a ficar mais perto dos seus objetivos.

Agora que você tirou as suas dúvidas sobre o tema, o que acha de aprender um pouco mais? Veja quais são os 5 passos para fazer seu primeiro investimento ainda hoje!