O que é scalping e como funciona?

Por admin

O que é scalping

Ganhar dinheiro em pouco tempo é o sonho de todo mundo, principalmente de quem investe. Pois saiba que isso é possível, por meio de uma técnica denominada scalping. Trata-se, em resumo, de comprar e vender ações em um curto período de tempo, de olho nas tendências do mercado. Ou seja, é uma das várias técnicas de day trading.

Entendendo o que é scalping

Por se tratar de uma técnica, é comum que muitos investidores confundam alguns termos, confira algumas definições de operação na Bolsa de valores.

Buy-and-hold

O chamado “buy-and-hold” é o mais comum, que constitui aquele investidor que compra um grande volume de ações e as mantêm por muito tempo, como anos ou até mesmo décadas.

Position

O “position” é o que realiza a compra e a venda entre um período mais curto, geralmente de meses.

Swing trader

O “swing trader” negocia as ações em um período que varia entre três dias e algumas semanas.

Day trader

O “day trader” faz suas negociações dentro do período de um dia.

Scalper

O “scalper” negocia ações durante um dia, em períodos de minutos.

Assim, o scalping é a técnica utilizada pelo scalper, com foco nas flutuações de preço em curtíssimos períodos de tempo. A vantagem desse tipo de negociação é que a obtenção de pequenos lucros em cada operação minimiza os riscos e cria uma vantagem, já que nas próximas negociações, ele pode recuperar o que perdeu.

Claro que o retorno das operações de scalping são pequenos, o que pode ser uma desvantagem, mas assim também são as perdas. Com pequenos lucros diários, é possível que esse investidor consiga um montante grande no fim de um período maior. Para isso, ele precisa ser dinâmico, estar atento ao mercado o tempo todo e possuir uma tecnologia adequada de hardware e software para interagir de forma eficiente com o mercado.

Uma das ferramentas mais utilizadas pelos scalpers é a análise técnica. Esse tipo de investidor reúne informações de preço e volume de ações em períodos passados para prever movimentos futuros. Essa análise, claro, não é utilizada somente por scalpers, mas é extremamente importante para sua metodologia, que joga com previsões de curtíssimo prazo. Existem outras técnicas mais aprofundadas utilizadas para o scalping, e quanto mais conhecimento dessas técnicas o investidor tem, melhores serão seus rendimentos.

Diferença entre scalping e day trading

Ok, já sabemos o que é scalping e day trading. Sendo ambas metodologias que realizam operações em um dia, a diferença entre elas é a frequência. Enquanto o day trader realiza cerca de cinco operações diárias, o scalper realiza dezenas. As operações do day trading são um pouco maiores, com maiores lucros e também maiores perdas. Já as do scalper, como falamos anteriormente, são menores, com menores perdas e menores ganhos.

Um scalper lembra aqueles operadores da Bolsa de Valores de antigamente, ansiosos, gritando ao telefone, fechando negócios constantemente. O scalper está o tempo todo de olho na tela, para não perder nenhuma oportunidade, principalmente quando estiver negociando um determinado ativo.

Assim, estudando o mercado e utilizando técnicas avançadas, um scalper pode se dar muito bem ao final de um mês. Com uma grande vantagem: correndo pouquíssimo risco. Se quiser conhecer mais perfis de investidores e possibilidades de investimentos, confira o site da Onze, com temas constantemente atualizados sobre o assunto.