Previdência privada do Banco do Brasil: vale a pena?

Por Redação Onze

Previdência-privada-Banco-Brasil

Como é a previdência privada do Banco do Brasil

A previdência privada do Banco do Brasil é um investimento de longo prazo para quem busca planejar o futuro financeiro.

Há dois planos oferecidos pela Brasilprev: um para quem quer complementar a aposentadoria e outro para quem deseja planejar o futuro de filhos e netos. Em ambos os casos, não há taxas de carregamento de entrada e de saída no Banco do Brasil.

Antes de conhecer os planos oferecidos pela instituição, é importante compreender como funciona a previdência privada do Banco do Brasil. Na modalidade, o investidor faz contribuições mensais para o plano. Ao longo dos anos, o dinheiro fica rendendo no fundo até ser resgatado com juros em forma de renda mensal ou de uma única vez.

O investimento é indicado para quem busca aplicações de, pelo menos, 10 anos. Afinal, quanto maior é o período até o resgate, maior é a incidência de juros compostos. E aí, mais dinheiro você resgata no futuro. Em janelas temporais maiores, também é possível lucrar mais com ativos de renda variável e pagar menos impostos ao escolher a tabela regressiva.

Tipos de previdência privada do Banco do Brasil

A seguir, descubra quais são os dois tipos de previdência privada do Banco do Brasil e avalie a modalidade alinhada ao seu objetivo financeiro:

Plano de previdência Brasilprev

O plano de previdência Brasilprev é destinado a quem deseja complementar a aposentadoria ou realizar objetivos de longo prazo. O investimento tem taxa de carregamento zero e está disponível nos planos PGBL e VGBL, com os modelos de tributação regressivo e progressivo.

A carência do resgate é de seis meses iniciais e de 60 dias entre parciais. Além disso, há cinco fundos disponíveis na modalidade. No site do banco, é possível analisar cada um detalhadamente. Abaixo, confira a principal característica deles:

  • Ciclo de vida: foco em renda variável que garante maior rentabilidade
  • Fix: foco em títulos públicos e privados, destinado a investidores com perfil conservador
  • Premium: foco em renda fixa com rendimento diferenciado no longo prazo
  • Fix Estratégia: aplicações em renda fixa com ajuste automático, indicado para resgates a partir de 2025 ou 2035
  • Multimercado: aplicação em renda fixa e de 20% a 49% em renda variável. São três fundos multimercado: dinâmico, dividendos e multiestratégia.

Plano Brasilprev Júnior

O plano Brasilprev Júnior é recomendado para quem quer formar uma reserva financeira para filhos ou netos. O dinheiro pode ser usado para qualquer finalidade, como custear faculdade ou um intercâmbio, por exemplo. Na modalidade, há taxa de administração conforme o fundo e o valor do aporte, mas a taxa de carregamento é sempre zero.

As contribuições podem ser feitas desde o nascimento da criança até que ela complete 21 anos. O investidor define quanto vai aplicar e quando vai fazer os aportes, que podem ser periódicos ou de uma única vez. Além disso, é possível escolher entre PGBL e VGBL e entre tabela progressiva e regressiva.

Previdência privada do Banco do Brasil vale a pena?

O investimento em previdência privada no Banco do Brasil vale a pena de maneira geral. Além da isenção da taxa de carregamento, o banco é uma instituição confiável e com anos de atuação no mercado.

Apesar disso, também vale a pena comparar os planos oferecidos pelo banco com outras opções disponíveis no mercado. A dica é pesquisar os diferentes bancos e corretoras que oferecem previdência privada. E aí, comparar taxas, performance dos fundos e qualidade do serviço, sempre considerando a credibilidade da instituição financeira.

Com esse mapeamento completo, você tem maior embasamento para tomar uma decisão segura e assertiva, de acordo com os seus objetivos financeiros. Se mesmo assim optar pela previdência privada do Banco do Brasil, o próximo passo é escolher a modalidade adequada para o seu perfil, considerando também o plano e o regime de tributação.

Depois de conferir todas as dicas do artigo, é hora de colocá-las em prática e planejar a sua previdência. Se este conteúdo foi útil para você, compartilhe. Siga acompanhando outros conteúdos exclusivos do blog para cuidar cada vez melhor do seu dinheiro.