7 técnicas de grandes empresas para recrutar funcionários

Por Redação Onze

recrutar-funcionários

Evolução do processo de recrutamento e seleção

O processo de recrutamento e seleção passou por mudanças significativas nos últimos anos, passando de um processo relativamente passivo para um mais ativo. Antes, as empresas anunciavam as vagas e esperavam por candidatos interessados. Hoje, há pessoas se especializando em preencher cargos importantes.

Essa é uma tendência que veio para ficar, com profissionais cada vez mais capacitados em avaliar competências, buscando os candidatos mais qualificados. Um exemplo disso é a função de “headhunter”, que geralmente atua no preenchimento de vagas de alto escalão e com alto nível de exigência.

Embora o processo de seleção mais tradicional ainda permaneça bastante relevante, os setores de Recursos Humanos das empresas estão implementando técnicas para tornar os processos cada vez mais eficientes, sobretudo com uso de novas tecnologias.

  1. Melhore sua marca no mercado

O primeiro passo de recrutamento e seleção é anterior à divulgação da vaga ou análise dos candidatos. É fundamental que a empresa estabeleça de forma clara quais são os seus valores, o que ela representa enquanto companhia e qual é a sua cultura organizacional.

Quando a empresa se apresenta como um bom local para se trabalhar, que respeita os funcionários e possibilita que eles se desenvolvam, ela automaticamente atrai novos talentos.

Esse primeiro passo envolve a empresa como um todo, não apenas o departamento de Recursos Humanos.

  1. Use ferramentas digitais

Atualmente, existem ferramentas que possibilitam uma análise muito mais abrangente de experiências e competências do que a tradicional análise manual de currículos.

Plataformas digitais possibilitam aos empregadores encontrar os profissionais que mais se adequam a determinadas vagas com base nos dados disponíveis. A plataforma do Linkedin, por exemplo, facilita a procura por funcionários de diversas formas:

  • Filtros avançados de busca – ajuda a determinar exatamente o tipo de candidato que você procura
  • Sugestões inteligentes – permite que seja feita uma busca mais específica com a recomendação de habilidades, localidades, formações e outras competências que são importantes para que determinada vaga seja preenchida com o profissional adequado
  • Priorização de candidatos – torna mais fácil analisar quem está disponível para aceitar propostas, mostra quem já se candidatou para vagas na sua empresa, dentre outras facilidades.
  • Buscas personalizadas – permite salvar buscas com determinados critérios para vagas semelhantes, além de alertar quando candidatos que se enquadram nos critérios estão abertos a novas oportunidades
  • Atualizações constantes – notifica quando os melhores candidatos modificam seus perfis, mostrando detalhes importantes e avisando à empresa que ele está disponível para contato
  • Ferramentas de controle – disponibiliza ferramentas para as empresas avaliarem se estão tendo resultados, com dados sobre a atratividade de um anúncio de vaga, por exemplo.

Por meio dessas ferramentas, as empresas conseguem avaliar um contingente muito maior de candidatos do que conseguiria por meio de uma avaliação tradicional de currículos.

Além disso, a qualidade das buscas também é melhorada porque é capaz de levar em consideração diversos critérios e filtros, fazendo uma pré-seleção dos candidatos potenciais mais eficiente e otimizando o processo de seleção e recrutamento.

  1. Conheça melhor o candidato

Uma técnica muita usada pelas grandes empresas em processos de recrutamento e seleção é pedir que os candidatos contem como colocaram em prática habilidades em empregos anteriores e como atuaram em situações desafiadoras.

Para isso, costumam pedir para dar exemplos do momento mais complicado que tiveram enquanto atuaram em determinada empresa, e como superaram a situação, assim como momentos em que o candidato teve que desempenhar tarefas que não eram exatamente as atribuídas a seu cargo e como foi o seu desempenho.

Com essas perguntas, as empresas procuram identificar se o candidato é flexível e tem uma boa capacidade de adaptação, além de conseguir pensar de forma rápida para resolver problemas de ordem prática, avaliando também o seu traquejo sob pressão.

  1. Saiba se o candidato é um bom líder

Empresas como o Google pedem aos candidatos que descrevam situações em que tiveram de desempenhar uma posição de liderança, assim como outras situações em que eles tiveram que deixar outra pessoa assumir a liderança.

Dessa forma, eles procuram no candidato um equilíbrio entre humildade e capacidade de ser líder.

  1. Faça testes práticos de habilidades

Grandes empresas também buscam avaliar se os candidatos conseguem demonstrar seus conhecimentos na prática. Esses testes podem envolver tanto atividades em grupo como individuais, dependendo da vaga a ser preenchida.

O importante é que o candidato consiga se destacar e mostrar que é capaz de ter um bom desempenho na empresa naquela função.

Não basta, portanto, ter um currículo afirmando que você estudou determinado tema ou domina determinada competência, você também precisa demonstrar por meio de testes padronizados que possui excelência.

  1. Saiba que personalidade buscar

A personalidade de candidato pode ser fundamental na hora de preencher um cargo.

No caso da Apple, por exemplo, os funcionários que trabalham nas lojas físicas geralmente são pessoas com um bom nível de entusiasmo, positividade e capacidade de trabalhar em equipe.

Já a Amazon busca funcionários que são capazes de evoluir na empresa e se adaptar a diferentes cargos durante um período mais extenso.

Diversas empresas também introduzem em seus processos de seleção perguntas para avaliar traços de personalidade, como a capacidade de trabalhar em equipe, de respeitar a hierarquia, de ouvir outras opiniões, de iniciativa, dentre outras.

  1. Tente várias estratégias

Para obter os melhores resultados em processos de recrutamento e seleção, as grandes empresas não se limitam a apenas uma forma de realizar essa tarefa. Geralmente, são adotados ao menos 3 caminhos de recrutamento e seleção.

  1. Por meio de uma seção no seu site dedicada à carreira e às vagas de emprego disponíveis na companhia
  1. Por um sistema mais informal de indicações feitas por empregados
  2. Por meio de um processo mais pró-ativo de headhunting, ou seja, de uma busca por profissionais que geralmente já estão atuando em outras empresas mas que possuem qualidades únicas que as companhias consideram valiosas o suficiente a ponto de investir naquele potencial.