Saiba onde investir para viver de renda

Por Redação Onze

onde investir para viver de renda

Onde investir

Primeiro é fundamental estabelecer quanto você deseja receber de renda mensal para viver bem sem precisar complementar seus rendimentos com trabalho. Uma boa tática é definir se o que ganha atualmente é um bom valor, ou se julga necessário ganhar mais, de acordo com o estilo de vida que leva.

Outra parte importante para quem deseja viver de renda um dia é calcular quanto você pode gastar sem reduzir seu patrimônio investido. Afinal, deve-se contar com a inflação.

Caso gaste todo o dinheiro que ganha, está automaticamente reduzindo seus ganhos acumulados. Se a inflação foi de 3% e suas aplicações renderam 4%, o ideal é que você gaste apenas 1%.

E é dentro dessa perspectiva estratégica que as pessoas devem se apoiar para saber qual é o investimento ideal para o seu bolso. Alguns deles permitem fazer aplicações iniciais e depois receber periodicamente um valor na conta corrente. Assim, é possível gastar o valor que cai na conta sem necessariamente minimizar seu patrimônio.

Conheça a seguir algumas opções de investimentos para quem quer viver de renda no futuro.

Tesouro Direto

Dentro dessa modalidade de investimento há o Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais. Ao aplicar nesses papéis, o investidor recebe os juros na conta corrente, duas vezes ao ano, já descontados o Imposto de Renda e a inflação. A grande vantagem é a segurança, já que o risco de não receber é praticamente zero. Por outro lado, é necessário investir um capital alto para viver de renda investindo nesses papéis.

Previdência privada

Os planos de previdência privada ou previdência complementar dividem-se em PGBL e VGBL e são oferecidas pelas seguradoras através de instituições financeira e corretoras de seguro.

PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre): recomendado para quem declara IR

no modelo completo pois permite abater da base de cálculo do imposto até 12% da

renda bruta anual tributável (salário, renda de aluguéis e etc) mas para ter esses benefícios o investidor deve contribuir também para a previdência social.

VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre): indicada para quem opta pela declaração simplificada do imposto de renda e faz uso do desconto de 20%. Não há dedução fiscal no período de aplicação no VGBL, porém no resgate ou transformação no valor acumulado em renda o imposto incide sobre o ganho de capital.

Saiba mais: PGBL: entenda tudo sobre e veja se vale mais a pena que o VGBL

Dividendos e proventos de ações

Ao investir em ações de uma empresa é possível receber periodicamente dividendos, ou seja, uma parte do lucro gerado pela empresa. Também pode receber juros do capital próprio, o que é parecido para quem aplica. Em ambos os casos é possível receber dinheiro na conta corrente de tempos em tempos, com impostos já liquidados.

Fundos imobiliários

Funciona como se o investidor estivesse aplicando em imóveis, mas de maneira indireta. É como se estivesse comprando parte de um imóvel ou de um grupo de imóveis. Dessa forma, receberá parte do aluguel desses imóveis como retorno. O valor é bem variável de acordo com o fundo. É um investimento de maior risco, afinal, se os inquilinos saem dos imóveis ou não cumprem com o aluguel, o investidor não recebe.

Sobre a Onze

A Onze é uma casa de investimentos que tem o propósito de gerir o patrimônio financeiro de longo prazo dos investidores. Para isso, oferece planos de previdência privada que investem em ativos diversos da economia brasileira. A Onze também oferece uma experiência digital personalizada e simples, de modo que o investidor tenha acesso a produtos financeiros exclusivos a taxas justas.