Casais inteligentes: o que muda na sua relação com as finanças?

Por admin

Ainda que as questões financeiras estejam no centro das brigas de muitos relacionamentos, casais inteligentes nos mostram que essa não precisa ser uma realidade. Aliás, a vida a dois tem muito a ganhar conforme amadurece na relação com o dinheiro.

Eles são taxados de inteligentes porque são capazes de compreender o papel das finanças e de buscar soluções conjuntas para que o dinheiro seja um aliado e não apenas motivo de estresse, dívidas e conflitos. 

Para saber como isso é possível, siga na leitura do artigo e confira as dicas que separamos para que essa seja a realidade também na sua casa.

Casais inteligentes e sua relação com as finanças

Se manter a saúde financeira individualmente já exige dedicação, imagine quando o equilíbrio das contas depende das decisões de duas pessoas que nem sempre pensam exatamente da mesma forma ao lidar com o dinheiro.

Para quem deseja fazer parte do grupo dos casais inteligentes, aí vai uma dica: planejar, poupar e investir precisam ser termos tão presentes no cotidiano quanto realizar sonhos. Afinal, chegar a um depende diretamente do outro. 

Livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos

A equação não é exata e muito menos fácil. Mas, como descreve o educador financeiro Gustavo Cerbasi em seu best seller Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, “dinheiro não lhes dará prazer se vocês não aprenderem a tirar prazer de cada momento da vida”. 

O autor entende que, na maioria das vezes, os recursos financeiros são encarados como a mágica responsável por resolver todos os problemas e realizar todos os sonhos. 

Por outro lado, boa parte dos casais sequer conversa sobre dinheiro, estabelece metas individuais e coletivas ou entende como tudo isso se conecta. No fim das contas, o que deveria ser solução acaba se transformando em briga. 

Precisa ser assim? É claro que não. E é por isso que casais inteligentes são aqueles que cuidam juntos das finanças.

Por que casais devem cuidar juntos das finanças?

Ao concentrar os recursos, o casal pode conseguir investimentos melhores, facilidade de crédito e flexibilidade no pagamento de impostos. Ainda assim, muitos optam por manter contas bancárias separadas – e essa é uma escolha válida, que deve ser feita a partir da análise individual de cada caso. 

O importante é compreender que, mesmo com a separação dos recursos, o planejamento financeiro deve ser coletivo, já que muitas das contas são comuns a ambos e, certamente, também muitos dos sonhos e planos para o futuro. 

Quatro hábitos de casais inteligentes

Para quem deseja fazer parte do grupo de casais inteligentes financeiramente, transformar alguns cuidados em hábitos pode fazer toda a diferença. Para você começar, separamos quatro deles. 

1. Conversar sobre dinheiro

É comum que a falta de dinheiro ou a discordância sobre como ele deve ser usado acabe levando a brigas sem solução. E é por isso que devemos conversar sobre finanças quando tudo está bem e não nos momentos de conflito. 

Quando um conhece o perfil de gastos do outro e é possível estabelecer uma comunicação sobre a realidade financeira do casal, sobra pouco espaço para surpresas desagradáveis. 

Não deixe as suas contas chegarem no vermelho para compartilhar essa informação com o outro. Juntos, vocês podem fazer muito mais. 

3. Manter um planejamento financeiro atualizado

A dica anterior nos leva ao próximo passo: planejar as finanças. Como já citamos, talvez vocês optem por manter contas bancárias separadas, mas precisam conhecer e saber como agir diante dos gastos que envolvem os dois

Mais do que isso, é importante que pensem juntos nos sonhos que desejam realizar, seja uma simples viagem de férias ou a compra de uma casa. 

Ao fazer das conversas sobre dinheiro uma parte da rotina, também fica mais fácil identificar as necessidades de mudanças no planejamento. Isso significa criar metas de economia que sejam seguidas por ambos, mesmo que em proporções diferentes, dependendo da combinação estabelecida. 

3. Celebrar as conquistas do casal

Manter uma relação saudável com o dinheiro é a chave de tudo. De nada adianta estar com todas as metas financeiras em dia se isso impossibilita que o casal possa curtir momentos de lazer, por exemplo. 

Por isso, é importante que vocês se permitam a comemorar os momentos de alegria – inclusive quando conseguem atingir uma meta financeira.

Tenham um final de semana romântico ou marquem um jantar naquele restaurante que os dois amam. Saúde financeira também é sobre manter a qualidade de vida e o bem-estar de ambos.

4. Pensar em investimentos a longo prazo

Além de poupar, realizar um planejamento financeiro significa fazer escolhas inteligentes na hora de investir, aliando segurança e rentabilidade.

O objetivo é garantir que o casal possa ter estabilidade e segurança no futuro? Nesse caso, apostar na previdência privada pode ser a melhor escolha. Hoje em dia, até mesmo as empresas já oferecem aos seus colaboradores planos patrocinados de previdência, que funcionam como um benefício atraente para os dois lados.

Na prática, parte do salário é deduzido da folha de pagamento e aplicado em um fundo de previdência. A empresa também pode optar por oferecer uma contrapartida, que se soma à contribuição do colaborador. 

Quer entender como a sua empresa pode contar com esse tipo de benefício? A Onze tem a resposta. Acesse o nosso blog, com conteúdos exclusivos sobre o assunto, e aproveite para entrar em contato conosco!