Investir em imóveis: 3 dicas para fazer dinheiro

Por Redação Onze

Investir em imóveis nunca deixou de ser uma boa alternativa para incrementar os rendimentos ou mesmo como meio de subsistência. Dependendo da conjuntura econômica, pode render lucros bastante expressivos ou, do contrário, as perdas podem ser das mais amargas.

Para aproveitar da melhor forma as oportunidades desse setor, é preciso, em primeiro lugar, adquirir conhecimento. Comprar um apartamento, casa ou terreno é um negócio de altíssimo envolvimento, ou seja, precisa ser muito bem pensado antes de se fazer.

É nesse ponto que queremos ajudá-lo a conhecer melhor o funcionamento do mercado de imóveis, suas dinâmicas e como escolher considerando suas várias opções.

Quer investir em imóveis? Vá em frente e tenha uma ótima leitura!

Investir em imóveis vale a pena?

Investir em imóveis tem uma peculiaridade que deve ser considerada, que é mesclar características de aplicações conservadoras e arrojadas. Isso significa que é possível, ao mesmo tempo, ter a segurança de uma caderneta de poupança enquanto se corre os riscos do mercado de ações.

Seja como for, uma resposta mais direta à pergunta que abre este tópico é: sim, vale a pena investir em imóveis, desde que se conheça os mecanismos do segmento imobiliário. Afinal, o valor de um apartamento, por exemplo, não é medido apenas pelo seu tamanho.

Localização, estado de conservação, infraestrutura local e outros fatores devem ser ponderados para se chegar a preços justos.

Acontece também de um imóvel aparentemente perdido revelar-se uma boa opção de investimento. Em alguns casos, uma simples reforma ou adaptação já basta para gerar ótimos resultados.

O primeiro fator a se considerar é a sua própria capacidade de investir em imóveis.

Você deve saber que comprar uma casa ou um terreno, ainda que de forma parcelada, implica desembolsar somas relativamente altas. Sendo assim, pode ser que seja mais interessante investir não na construção ou compra, mas em aplicações como o LCI ou FII, ligadas ao mercado imobiliário.

Uma vez tomada a decisão considerando suas possibilidades, é hora de partir para a “ação”.

Como investir em imóveis?

Um imóvel pode representar um investimento, basicamente, de três maneiras:

  • Especulação: quando se compra ou constrói para revender no futuro com ágio;
  • Aluguel: construção ou compra visando a obtenção de renda por meio do aluguel;
  • Aplicações: modalidade indicada para quem não dispõe do montante para a compra de um imóvel físico, consistindo em fundos geridos por bancos de investimento.

Dessa forma, você pode optar por diferentes pontos de partida.

Se você prefere construir para especular, então, deverá calcular o fator tempo até ter o retorno esperado. Em alguns casos, pode ser que sejam necessários muitos anos até o preço do imóvel atingir o nível desejado.

No caso da compra de um imóvel pronto, por sua vez, devem ser colocados na balança os custos gerados por fatores como depreciação e estado de conservação, se ele for usado.

Leve em conta que reformar um apartamento para venda pode compensar em determinadas situações, enquanto em outras, dificilmente você terá lucros, ainda que invista em uma total reformulação. Cada caso é um caso e, quanto mais informado você estiver, mais chances terá de fazer bons negócios.

3 dicas para investir em imóveis do jeito certo

Adquirir imóveis na planta

Comprar um apartamento ou casa antes mesmo de começar sua construção é um excelente negócio para quem pretende especular. Em muitos casos, é possível comprar por valores até 30% mais baixos do que o de um imóvel já pronto. Contudo, nem sempre essa valorização se concretiza. Por isso, quanto mais criteriosa for a sua avaliação, menos riscos você correrá.

Comprar terrenos

A maior vantagem da compra de um terreno é o seu baixo custo de manutenção. Enquanto uma casa ou apartamento demanda cuidados constantes com a estrutura, um terreno só exige, em alguns casos, uma limpeza e capina regulares. Dependendo do local, a valorização com o tempo pode chegar a índices realmente fabulosos.

Imóveis usados

Outra boa alternativa é a compra de imóveis usados para reforma e posterior revenda. No entanto, esse é um investimento mais indicado para quem tem boa experiência, já que é preciso ter conhecimento de mercado para identificar as boas oportunidades.

Investir em imóveis através de fundos imobiliários

Como já destacamos, investir em imóveis exige uma grande capacidade financeira.

Para quem não tem tanto dinheiro, mas quer aproveitar as mesmas vantagens desse mercado, uma boa opção é se valer de aplicações em fundos de investimento imobiliários.

É como se você fosse dono de uma parte do imóvel, lucrando com aluguéis ou na revenda de maneira proporcional ao valor investido.

Mas fique atento: se o imóvel não encontrar locatários, você não receberá nada, tendo assim que amargar perdas no período de vacância.

Esperamos que você tenha tirado suas dúvidas sobre como investir em imóveis e que nossas dicas gerem os melhores resultados possíveis.

Não deixe de acompanhar as publicações em nosso blog e mantenha-se informado sobre investimentos e educação financeira. Aproveite para visitar o site da Onze e tenha acesso aos melhores produtos financeiros sem pagar taxas abusivas.