Quanto rende o Tesouro Direto e diferentes títulos públicos

Por Redação Onze

Quanto-rende-Tesouro-Direto

Quanto rende o Tesouro Direto?

Se você chegou a este conteúdo, provavelmente, deve ter lido comentários ou escutado amigos dizendo que o Tesouro Direto é uma boa opção de investimento. Eles estão certos, afinal, poucos ativos de renda fixa remuneram tão bem quanto esse.

Porém, o Tesouro Direto não é único. Ou melhor, dentro dessa modalidade de aplicação existem variações conforme o rendimento proporcionado. Dependendo dos seus objetivos e da própria performance de cada uma, elas serão mais ou menos indicadas para aplicações em curto, médio ou longo prazo.

Vamos, então, conhecê-las com mais detalhes.

Tesouro Prefixado

Ao investir na modalidade prefixada, você sabe quanto seu dinheiro vai render ao longo do tempo antes mesmo de aplicar. É a categoria do Tesouro Nacional mais segura, já que a remuneração é garantida. Não há nenhum tipo de risco associado, sendo indicada para quem tem metas de longo prazo.

Em contrapartida, pode ser uma opção menos rentável, considerando que a taxa de retorno é conhecida antecipadamente.

Vale destacar, ainda, que quanto mais longo for o prazo de pagamento, maior será a rentabilidade. É o caso do Tesouro Direto Prefixado com resgate para seis anos que, em 2019, rendeu 6,10% ao ano.

Tesouro Selic

Em direção oposta ao ativo prefixado, no Tesouro Selic a rentabilidade só é conhecida ao final do período de resgate estipulado, sendo, por isso, um título de alta liquidez.

No ano de 2019, a rentabilidade acumulada foi de 1,56% para os títulos com resgate contratado para quatro anos.

Tesouro IPCA/IGP-M

Existe ainda uma categoria híbrida, o Tesouro IPCA ou IGP-M, que mescla rentabilidades pré e pós-fixadas.  Assim como o Tesouro Prefixado, é uma alternativa interessante para quem tem metas de longo prazo como aposentadoria ou formação de patrimônio para os filhos.

Nesse título, o rendimento é taxado pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ou pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) somado a uma taxa definida pelo governo. É um ativo com boa rentabilidade anual, considerando que ele pode render algo entre 11% e 12%.

Quanto rende R$ 1 mil no Tesouro Direto?

Já que estamos tratando de investimento, nada mais adequado do que exemplificar com números, certo? Comecemos, então, por uma aplicação de R$ 1 mil no Tesouro Direto. De quanto seria o lucro depois de um ano em cada uma das modalidades?

Vale destacar que, para todo rendimento, na hora do resgate é preciso abater o Imposto de Renda e a taxa de custódia da B3.

Tesouro Prefixado 2026

  • R. 15% – R$ 57,34
  • Taxa de custódia – R$ 20,03
  • Rentabilidade líquida anual – 5,34%
  • Total líquido ao ano – R$ 1.324,95.

Tesouro Selic 2025

  • R. 15% – R$ 20,39
  • Taxa de custódia – R$ 15,23
  • Rentabilidade líquida anual – 2,58%
  • Total líquido ao ano – R$ 1.115,53.

Tesouro IPCA 2026

  • R. 15% – R$ 62,75
  • Taxa de custódia – R$ 22,62
  • Rentabilidade líquida anual – 5,19%
  • Total líquido ao ano – R$ 1.355,56.

Quanto rende R$ 20 mil no Tesouro Direto?

Vamos ver, agora, qual seria o retorno para cada modalidade investindo R$ 20 mil durante o mesmo período de um ano. Acompanhe!

Tesouro Prefixado 2026

  • R. 15% – R$ 1.147,18
  • Taxa de custódia – R$ 399,65
  • Rentabilidade líquida anual – 5,35%
  • Total líquido ao ano – R$ 26.500,70.

Tesouro Selic 2025

  • R. 15% – R$ 407,08
  • Taxa de custódia – R$ 303,72
  • Rentabilidade líquida anual – 2,58%
  • Total líquido ao ano – R$ 22.306,78.

Tesouro IPCA 2026

  • R. 15% – R$ 894,89
  • Taxa de custódia – R$ 428,99
  • Rentabilidade líquida anual – 3,92%
  • Total líquido ao ano – R$ 25.071,03.

Quanto rende R$ 50 mil no Tesouro Direto?

Em mais um exemplo que considera a rentabilidade anual dos títulos públicos, vamos conferir quanto R$ 50 mil renderia ao ano em cada título do Tesouro Direto.

Tesouro Prefixado 2026

  • R. 15% – R$ 2.867,96
  • Taxa de custódia – R$ 999,13
  • Rentabilidade líquida anual – 5,35%
  • Total líquido ao ano – R$ 66.251,75.

Tesouro Selic 2025

  • R. 15% – R$ 1.017,70
  • Taxa de custódia – R$ 759,29
  • Rentabilidade líquida anual – 2,58%
  • Total líquido ao ano – R$ 55.766,95.

Tesouro IPCA 2026

  • R. 15% – R$ 2.237,22
  • Taxa de custódia – R$ 1.072,49
  • Rentabilidade líquida anual – 3,92%
  • Total líquido ao ano – R$ 62.677,58.

Tesouro Direto rende mais que a poupança?

A partir das simulações feitas, não é difícil concluir que o Tesouro Direto é bem mais rentável que a poupança. Afinal, a caderneta tem rentabilidade anual de 70% da Selic (neste momento, então, paga 2,1% ao ano).

Por isso, o Tesouro Direto é um ativo financeiro indicado para qualquer gosto. Dos conservadores em busca de segurança para investir em longo prazo aos que desejam proteger o valor do seu dinheiro, todos os perfis percebem vantagens quando sabem quanto rende o Tesouro Direto.

Quer ficar por dentro de outros conteúdos sobre finanças? Então, continue acompanhando o blog da Onze!