CAPEX: sabe o que é? Para que serve? Entenda mais sobre esse indicador

Por Redação Onze

capex

O que é CAPEX?

Não é nenhuma novidade que a operação de uma empresa só é possível graças ao auxílio de uma série de equipamentos e dispositivos.

Talvez o modo mais fácil de comprovar essa afirmação seja utilizado como exemplo uma indústria, afinal, ela necessita de máquinas para sua linha de produção. Mas mesmo os negócios que atuam com prestação de serviços se veem forçados a adquirir itens como computadores e veículos, isso sem mencionar os imóveis nos quais ficam a sede de sua empresa.

Esses itens, fundamentais para que uma empresa realize sua atividade, podem ser considerados bens de valor. E o aporte de recursos, na sua aquisição, é um investimento, pois tende a apresentar resultados ao longo do tempo.

No meio corporativo, o termo CAPEX é usado para classificar todos os recursos aplicados em bens de valor. Ou seja, o CAPEX pode ser usado como uma métrica para medir o percentual de investimentos realizados, por uma empresa, em ativos.

A palavra, que tem suas origens na língua inglesa, é uma sigla para as palavras Capital Expenditure, em nosso idioma, despesas de capital.

Uma vez que o CAPEX costuma apresentar resultados ao longo do tempo, seus investimentos podem ser definidos como de longo prazo.

Quais as diferenças entre CAPEX e OPEX?

Como foi visto, o CAPEX pode ser descrito como o capital aplicado na aquisição de bens de valor, como máquinas, veículos, imóveis e até mesmo marcas. É importante considerar, porém, que os bens de uma empresa precisam de serviços de manutenção, além disso, sua operação demanda a contratação de trabalhadores.

A soma destes recursos, indispensável para o funcionamento dos ativos em uma companhia, é denominada OPEX.

De um modo mais resumido, podemos dizer que, enquanto o CAPEX indica os investimentos de uma empresa em ativos, o OPEX aponta todos os custos imediatos que o negócio tem para manter a produção em pleno funcionamento. Como exemplo, podemos citar os seguintes custos:

  • salários e encargos trabalhistas;
  • ferramentas e peças para reposição;
  • contas de água, energia elétrica e internet.

Qual a sua importância?

Para entender a importância do CAPEX, precisamos levar em consideração suas características. Uma vez que o termo é adotado para agrupar todos os aportes realizados na aquisição de bens de valor, o retorno desse investimento deve ocorrer de acordo com os resultados entregues pelos bens em questão.

Analisando devidamente o indicador, o investidor tem a possibilidade de averiguar, por exemplo, o tempo médio que uma empresa precisa para recuperar o capital aportado e começar a obter lucro.

Outro benefício importante desse indicador é que, por meio dele, o investidor tem a prerrogativa de comparar os resultados, apurados pela empresa, com o valor que ela aplicou na aquisição de bens. O que lhe permite verificar se a companhia em questão tem obtido um bom retorno sobre seus investimentos.

Para o time de gestores, essas informações também são muito úteis, pois elas lhe permitem avaliar o resultado de suas estratégias e assim adotar medidas para otimizar seus resultados.

Como calcular o CAPEX?

Agora que você entende o que é o CAPEX, conhece a sua importância e entende os fatores que o diferenciam do OPEX, é hora de descobrir como calcular esse indicador. Em primeiro lugar, é importante ressaltar que esse cálculo considera apenas os aportes de capital realizados na aquisição de bens de valor. Outros custos, como os gastos relacionados a manutenção, não devem entrar nessa conta.

A fórmula, utilizada nesse cálculo, pode ser descrita da seguinte maneira

CAPEX = Oscilação do ativo imobilizado (ativos no presente – ativos no passado) + depreciação dos ativos

A fórmula foi desenvolvida com a finalidade de demonstrar a oscilação dos ativos de uma empresa em um determinado espaço de tempo. Outra importante ferramenta, amplamente utilizada na apuração do OPEX, é o Balanço Patrimonial.

O documento pode ser descrito como relatório desenvolvido com a finalidade de representar, por meios de dados estatísticos, a situação financeira de uma organização, seja ela pública ou privada e com, ou sem, fins lucrativos.

Quais os exemplos de CAPEX?

À primeira vista, é possível que todo o conceito de CAPEX aparente ser muito complexo. Mas, por meio de um exemplo simples, ele pode ser compreendido com maior facilidade.

Digamos que uma confecção tem 10 máquinas de costura e é capaz de produzir 100 peças de roupas por dia. Considerando que as máquinas ficam em operação apenas 5 dias por semana, a empresa tem uma produção média de 2000 peças de roupa por mês.

O gestor da confecção, porém, fechou um novo contrato e precisa dobrar sua produção. Para cumprir esse objetivo, ela investe na aquisição de mais 10 máquinas de costura. O investimento realizado na aquisição dessas máquinas pode ser listado como CAPEX. Afinal, os recursos foram usados para a aquisição de bens de valor, que, ao longo do tempo, tendem a apresentar retorno sobre o investimento.

Como avaliar o CAPEX?

Embora apurar o CAPEX de uma empresa não seja tão difícil, a tarefa de avaliá-lo, e assim decidir se a empresa é um alvo interessante de investimentos, pode ser complexa. Isso ocorre porque o indicador aponta os recursos aplicados em ativos, mas não a fonte desses recursos, ou o retorno dessa aplicação.

Por exemplo, se a empresa não tinha capital o suficiente em caixa, para realizar seus investimentos, ela pode ter recorrido ao crédito, de modo que o custo do empréstimo precisa ser considerado na avaliação do tempo médio de retorno do investimento.

Em uma situação como essa, contar com o apoio de profissionais qualificados, com experiência no mercado financeiro, costuma ser a solução mais segura.

A Onze Investimentos conta com especialistas preparados para auxiliar você a lidar com a avaliação do OPEX e de outros indicadores importantes da situação financeira de um negócio! Entre em contato conosco e descubra nossas soluções!