CEI: o que é e como utilizar o Canal Eletrônico do Investidor

Por Redação Onze

Invista em você

O que é CEI (Canal Eletrônico do Investidor)?

A bolsa de valores do Brasil (B3) oferece aos investidores o acesso ao CEI (Canal Eletrônico do Investidor). O site contém dados sobre todas as aplicações feitas pelo indivíduo que está cadastrado na B3.

O portal permite a quem compra e vende ativos na bolsa a pesquisa consolidada sobre as negociações realizadas em renda fixa ou renda variável.

Não é necessário realizar um cadastro específico para acessar o site. Assim que a instituição registra a aplicação, o sistema gera automaticamente uma senha de acesso para o investidor. Ele receberá as informações pelo e-mail cadastrado na corretora ou gestora dos investimentos, que faz a intermediação entre o investidor e a B3.

Para que serve o CEI?

A principal função do canal é consolidar dados sobre as negociações feitas pelo indivíduo e, assim, fornece a ele informações importantes sobre seus ativos.

Pense em uma pessoa que, para otimizar custos, negocia renda fixa com uma corretora e renda variável com outra. A situação é bastante comum, mas, na prática, pode gerar confusão com vários extratos e carteiras.

Com o CEI, o investidor tem acesso à posição e às movimentações sobre esses ativos em um só lugar. Então, fica muito mais fácil acompanhar o status das aplicações.

Confira quais são os ativos que podem ser monitorados pelo canal:

  • Ações
  • Tesouro Direto
  • Ativos financeiros
  • Valores mobiliários
  • Derivativos
  • Empréstimo de ativos
  • Proventos e garantias relacionadas a esses produtos

O que é possível fazer no CEI?

O canal permite que você veja vários números e atividades realizadas em seus investimentos. Confira o que dá para fazer no site da B3:

  • Visualização dos saldos:
    • Conta geral
    • Mercado futuro
    • Mercado de opções
    • Ativos depositados para garantias de posições
    • Títulos públicos
  • Extrato mensal de custódia de ativos
  • Aviso de movimentação
  • Informe de rendimento
  • Avisos de transferências
  • Extrato de negociação de ativos
  • Histórico das posições em custódia dos últimos 60 dias

Em suma, você consegue ver todas as principais informações sobre os investimentos realizados na bolsa de valores. Tudo isso de forma simplificada e em um só lugar.

Por que usar o CEI?

Como destacamos até aqui, utilizar o CEI é interessante para que você consiga visualizar com clareza todas as movimentações dos seus investimentos.

Pelo portal, você tem acesso a números consolidados sobre suas transações, rendimentos e todas as operações que foram realizadas. Assim, é possível monitorar de perto as negociações realizadas na B3, além de seus resultados reais.

E, como dissemos, é um portal que facilita a vida de investidores que utilizam os serviços de diferentes corretoras. Dessa forma, todos os investimentos ficam centralizados em uma só plataforma, otimizando a análise das aplicações.

No CEI, é só acessar o menu “Investimentos” e conferir os ativos disponíveis em seu CPF ou CNPJ, seja em renda fixa ou renda variável.

Como se cadastrar e acessar o CEI?

Você, como investidor, não precisa fazer cadastro para utilizar o canal. A responsável por  cadastrá-lo na B3 é a corretora ou gestora de investimentos onde você tem conta aberta para fazer os investimentos.

Então, a bolsa de valores envia um e-mail de boas-vindas contendo as instruções para entrar no portal. Nesta mesma mensagem, deverão constar o login – o número do CPF ou CNPJ do investidor – e a senha para acessar o site. Caso você não tenha um endereço de e-mail cadastrado, poderá receber a senha via Correios.

Assim, com os dados do documento e a senha, basta entrar no portal do CEI e inserir as informações de acesso.

Se você não receber e-mail ou carta com os dados para utilizar o canal, é possível solicitar uma nova diretamente no site. É só clicar em “recuperar senha”, na página de acesso, informar CPF ou CNPJ, data de nascimento e o código descrito. Estando tudo certo, o CEI enviará para seu endereço eletrônico uma nova senha de acesso.

No entanto, se for verificado que sua conta ainda não foi criada pela corretora/gestora, entre em contato com a instituição financeira para entender o que pode ter acontecido.

Como vimos, o CEI é uma ferramenta interessante para que os investidores consigam ver todos os investimentos realizados em um único lugar. Assim, fica mais fácil monitorar os resultados e tomar decisões.

Quer mais dicas como estas? Acompanhe o blog da Onze, leia nossos conteúdos e descubra como fazer aplicações mais rentáveis.