Como declarar dinheiro em espécie no Imposto de Renda (Guia)

Por Redação Onze

declarar-dinheiro-em-especie

Quer saber como declarar dinheiro em espécie e descobrir quando é obrigatório fazer isso na declaração de Imposto de Renda? Então, você chegou ao lugar certo para tirar as principais dúvidas sobre o assunto.

Declarar dinheiro em espécie para a Receita Federal é obrigatório quando os valores são iguais ou ultrapassam R$ 30 mil, tanto em moeda nacional quanto em moedas estrangeiras.

Caso contrário, você fica sujeito a multas e ainda tem problemas com o Fisco. E você não quer ter surpresas desagradáveis mais tarde, não é mesmo? Para ajudar, preparamos este guia completo de como declarar dinheiro vivo. Siga com a leitura.



É preciso declarar dinheiro em espécie?

Dinheiro em espécie deve ser declarado obrigatoriamente para a Receita Federal a partir de R$ 30 mil. Se não for declarado, o indivíduo fica suscetível a pena de sonegação de impostos, que é crime no Brasil.

Se o montante ultrapassa o teto, deve ser informado à Receita, sob multa de 1,5% a 3% do valor da operação. Aqui vale a pena destacar: dinheiro em espécie é o dinheiro físico em formato de notas e moedas, tanto em reais quanto em moedas estrangeiras. Em outras palavras, é o que chamamos popularmente de dinheiro vivo.

Mas, afinal, por que é necessário fazer a declaração? É que, por muito tempo, as pessoas deixavam de declarar o dinheiro em espécie para pagar menos impostos.

Com o tempo, a Receita Federal aprimorou seus meios de rastreamento, permitindo ao Fisco atualmente identificar os rastros de valores adquiridos por cada indivíduo  — o que tem como objetivo reduzir a sonegação de impostos na prática.

Vale lembrar que, em 2020, o prazo de envio da declaração do Imposto de Renda (DIRPF) inicia em 1 de março e termina em 30 de abril.

SAIBA+ONZE – Confira o guia completo sobre imposto de renda que a Onze preparou para você aqui!

Como declarar dinheiro em espécie

Declarar dinheiro em espécie na declaração anual de Imposto de Renda é um processo simples. A partir de R$ 140 já é possível declarar dinheiro em espécie para a Receita Federal.

O primeiro passo é acessar o programa de declaração, o sistema IRPF, disponibilizado todos os anos no site do Governo.

No sistema, acesse a opção “Bens e Direitos” e selecione o código referente ao dinheiro em espécie:

Para a moeda nacional: código 63
Para moedas estrangeiras: código 64.

Depois, é hora de informar o valor que você deteve no ano anterior ao da declaração. Ou seja: em 2020, informe o valor de dinheiro em espécie que esteve com você entre 31/12/2018 e 31/12/2019.

Com esses dois passos, você evita problemas com o Fisco e fica livre de multas. Além disso, é possível declarar recebimento de dinheiro em valores mais altos ao longo do ano, utilizando o formulário Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie (DME), disponibilizado no site da Receita Federal.



Operação Tio Patinhas e a declaração de dinheiro em espécie

Em 2018, a Receita Federal deu início à Operação Tio Patinhas para combater fraudes na declaração do Imposto de Renda.

A primeira edição foi realizada no estado de Santa Catarina. Com a operação, o objetivo da Receita era de checar a idoneidade de contribuintes com grandes montantes de dinheiro em espécie guardados.

A operação foi montada devido a suspeitas de corrupção, lavagem de dinheiro e sonegação de impostos.

Em dezembro de 2016, o Brasil contabilizava R$ 220 bilhões em dinheiro em espécie declarado por pessoas físicas, o equivalente a 95% do montante da moeda nacional em circulação. O foco da operação teve caráter educativo, mas também foram realizadas fiscalizações com ela.

A operação recebeu o nome de Tio Patinhas em alusão ao personagem icônico da Disney, que guarda sua enorme riqueza em um caixa-forte ao invés de um banco.

SAIBA+ONZE – Aprenda aqui como declarar suas ações e investimentos!

Evite guardar dinheiro em espécie

Se você declara muito dinheiro em espécie, talvez possa rever suas práticas de investimento. É permitido guardar dinheiro em espécie, desde que ele seja declarado para a Receita. Mas essa não é a melhor opção.

Manter dinheiro vivo guardado em casa, embaixo do colchão ou na carteira é, na verdade, uma escolha que não vale a pena financeiramente. Isso porque o dinheiro em espécie não oferece rentabilidade. Sendo assim, o melhor caminho para quem tem uma reserva financeira é investir.

Aí, além de ter mais segurança, é possível obter uma rentabilidade maior, independentemente da modalidade de investimento escolhida.

O primeiro passo é entender qual tipo de aplicação é adequada para você, considerando os seus objetivos financeiros e tolerância a riscos.

Nessa jornada, a Onze Investimentos pode ser sua parceira no planejamento de investimentos de longo prazo. Acesse o site para conferir nossos artigos e aprender mais sobre como manter sua saúde financeira.