Financiamento estudantil: o que é, tipos e como escolher

Por admin

Financiamento-estudantil

Cursar a graduação em uma universidade pública é o sonho de muitos jovens brasileiros quando o assunto é carreira profissional. Se por um lado essa seja uma ótima visão de futuro, por outro, conseguir ser aprovado nos processos seletivos dessas universidades não é tarefa nada fácil.

Nesses casos, optar por uma faculdade privada é uma saída para conquistar o tão desejado diploma de ensino superior. Mas o que fazer com as mensalidades, que muitas vezes ultrapassam os limites derenda familiar?

Continue a leitura e entenda o que é financiamento estudantil, conheça alguns tipos de financiamento e saiba como escolher o modelo que mais se adequa ao seu perfil.

Financiamento estudantil: o que é?

No Brasil, o total de instituições de ensino superior privadas é quase 7,5 vezes maior que as instituições públicas, sendo 2.238 instituições privadas contra 299 públicas, de acordo comdados do Censo da Educação Superior de 2018, divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira.

Com esse crescente número de instituições de ensino superior privadas,aumentaram também as formas de ingresso nessas instituições, e o financiamento é uma delas. Sendo assim, o financiamento estudantil é o pagamento, por parte de uma instituição financeira, das mensalidades do curso.

Sendo ideal para aqueles que precisam deajuda financeira para entrar na faculdade, com o financiamento, o estudante tem um tempo ainda maior para pagar a instituição financeira, que geralmente ultrapassa o tempo do curso.

Quais são os tipos de financiamento estudantil?

Existem diversos modelos de financiamento no mercado, de públicos a privados; com pagamento a cada três meses ou apenas após de formado; e até mesmo financiamentos pelas próprias instituições de ensino. Confira alguns:

FIES

OFundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação. Com a mais recente reestruturação do programa, agora o FIES oferece duas formas de financiamento. Na primeira, são destinadas vagas a juros zero para estudantes com renda familiar mensal per capta de até três salários mínimos, enquanto a segunda é destinada a alunos com renda de até cinco salários mínimos.

PRAVALER

OPRAVALER é um financiamento estudantil privado. Nesse programa, o contrato do financiamento ocorresemestralmente, e o aluno tem o prazo de, no mínimo, um ano para pagar o semestre e as parcelas não são cumulativas.

O programa foi criado em 2001 e já ajudou mais de 200 mil alunos a entrarem na universidade. O interessante sobre o PRAVALER é que você pode simular o seu financiamento diretamente pelo site.

CredIES

O CredIES é outra opção de financiamento estudantil. Criado pelaFundacred, o programa renova os contratos de financiamento semestralmente, e o aluno paga parte das mensalidades enquanto estuda. O pagamento da outra parte das mensalidades acontece apenas após a conclusão do curso.

O CredIES também permite a simulação do financiamento diretamente pelo site do programa, e além de graduação, o programa também financia pós-graduação lato ou stricto sensu (especializações ou mestrado e doutorado).

Própria instituição

Com o crescimento das IES privadas, muitas começaram a oferecer os seus próprios modelos de financiamento estudantil. É interessante entrar em contato com as universidades e conferir o modelo de cada uma.

Vale a pena optar pelo financiamento estudantil?

O financiamento de um curso superior é uma das alternativas mais escolhidas pelos estudantes brasileiros, considerando que, em quase todos os modelos, o aluno tem até o dobro do tempo do curso para pagar as mensalidades.

Isso dá a oportunidade ao estudante de se manter focado em outras áreas, como os próprios estudos, outroshábitos ou até mesmo começar apoupar dinheiro. Imagine começar os estudos e depois não saber se conseguirá dar continuidade porque as mensalidades não cabem no bolso…

Como escolher o melhor financiamento estudantil?

Então, para escolher o financiamento que condiz com o seu perfil, vale considerar estes três aspectos:

1. Avalie seu perfil socioeconômico

Para concorrer a uma vaga de 100% de financiamento pelo FIES, por exemplo, e não pagar nada pelos seus estudos, é preciso se enquadrar a alguns critérios socioeconômicos do programa, como renda mínima, ter estudado em escola pública e outros, além de ter prestado o Enem e ter alcançado as notas mínimas para inscrição.

2. Confira se o financiamento cobre 100% do curso

Nem todos os financiamentos cobrem o valor total das mensalidades. Em alguns casos, você terá que pagar parte do curso enquanto estuda ou a cada três meses (como as taxas de juros do FIES) ou apenas após a conclusão do curso. Então, confirme todas as informações sobre os programas de financiamento e, caso o escolhido não cubra 100% do curso, analise sua renda e veja se será suficiente para arcar com essas despesas.

3. Verifique se o financiamento pede fiador

Caso você não tenha renda, se sua renda for baixa ou até mesmo como garantia de pagamento, a maioria dos financiamentos estudantis exigem que você tenha um fiador. Lembre-se de que o nome de um terceiro estará em jogo, então é bom cumprir com todas as obrigações do programa.

4. Compare as taxas de juros de cada programa

Outro passo importante para escolher o melhor financiamento estudantil é analisar e comparar as taxas de juros aplicadas por cada programa, além do tempo que você terá para pagar as mensalidades. Como você pôde observar, o financiamento do governo pode chegar a juros zero (considerando os critérios socioeconômicos), enquanto financiamentos privados podem oferecer melhores taxas de juros.

Com este miniguia, deu para perceber que vale a pena apostar em um financiamento estudantil, principalmente porque o prazo para pagamento do financiamento vai além do tempo do curso e, em algumas modalidades, os juros podem chegar a zero. Lembre-se apenas de, mesmo financiando a graduação, é bom começar ase organizar financeiramente desde já.

E já que falamos em financiamento, quer começar a aprender a planejar suas finanças? Acesse o site da Onze e confira nossos artigos.