5 novas tecnologias de RH para revolucionar sua gestão de talentos

Por Redação Onze

novas tecnologias de rh

Você está por dentro das novas tecnologias de RH e sua importância para a gestão de talentos? Esqueça aquela imagem de departamento burocrático e cheio de rotinas repetitivas: o RH está em plena transformação digital e assumindo seu papel estratégico nas empresas.

No brasil, as mudanças ainda não acompanham o ritmo mundial, já que a esmagadora maioria das empresas não possui os recursos necessários para digitalizar seus processos, como veremos em pesquisas da área.

Por isso, cada empresa deve fazer sua parte para acelerar essa transformação e colocar o país no mapa do RH tecnológico. 

Se você ainda não está familiarizado com esse cenário, precisa conhecer as novas tecnologias de RH e seu impacto nos resultados da empresa. Siga a leitura e seja bem-vindo ao futuro dos Recursos Humanos. 

A revolução das novas tecnologias de RH

As novas tecnologias de RH promovem uma verdadeira revolução na área que já foi conhecida pelas rotinas burocráticas. Por muitos anos, os Recursos Humanos foram encarados como uma questão operacional, com pouca relevância nas decisões gerenciais.

Mas esse cenário mudou completamente com a era digital e transformações no mercado de trabalho. Hoje, os profissionais são considerados os ativos mais valiosos das empresas e o RH conquistou seu lugar na gestão, como a área responsável por atrair, reter e desenvolver os talentos essenciais ao progresso do negócio. 

Essa evolução só foi possível graças às novas tecnologias de RH, que permitiram aos profissionais automatizar as tarefas repetitivas e se focar na parte estratégica do trabalho. Conforme as soluções digitais avançam, há cada vez mais recursos para tomar decisões com base em dados, agilizar processos e mostrar o valor do RH para atingir os objetivos do negócio. 

E não, as novas tecnologias de RH não ameaçam o emprego dos profissionais. Muito pelo contrário: são suas principais aliadas para otimizar tarefas e aumentar a performance

A seguir, vamos entender melhor quais são essas tecnologias e como elas transformam  empresas, mercados e pessoas. 

Avanço das novas tecnologias de RH nas empresas

Segundo o relatório The Future of HR 2019, publicado pela KPMG, dois terços dos profissionais de RH globais concordam que o RH está passando por uma transformação digital. No entanto, apenas 40% se dizem preparados para lidar com essas mudanças e acompanhar a evolução das tecnologias.

Quando questionados sobre as tecnologias adotadas em suas empresas, estas foram as respostas:

  • 20% acreditam que as tecnologias de analytics serão decisivas para os próximos anos no RH;
  • 49% já utilizam um sistema HCM (Human Capital Management ou Gestão de Capital Humano);
  • 32% investiram em soluções na nuvem para o RH;
  • 60% pretendem investir em análise preditiva nos próximos dois anos;
  • 53% pretendem investir em automação de processos avançada;
  • 47% pretendem investir em inteligência artificial

No Brasil, o ritmo das mudanças é um pouco mais lento: de acordo com o estudo Kenoby Tends – Panorama do RH 2019, realizado pela Kenoby e publicado na Época Negócios, 96% dos profissionais concordam que a tecnologia é essencial para o RH, mas 95% dizem que sua empresa não possui os recursos necessários para a área.

Além disso, 52% afirmam que sua empresa não é nada digital — um dado preocupante em contraste com as novas tecnologias de RH.  

Se quisermos alcançar o status global do RH tecnológico, teremos que apertar o passo da transformação digital nos próximos anos. 

Aplicação das novas tecnologias de RH

Você deve estar se perguntando como as novas tecnologias de RH são aplicadas nas atividades da área. Na realidade, existem um amplo mercado com soluções para todos os processos, desde o recrutamento e seleção até o treinamento e desenvolvimento.

De acordo com o relatório HR Technology Market 2019, publicado por Josh Bersin — um dos analistas e influenciadores mais renomados da indústria global de RH —  o mercado global de tecnologia no RH movimenta mais de US$ 5 trilhões e cresceu 10% em 2018.

Ele identifica algumas áreas essenciais dentro desse mercado: 

  • RH geral: sistemas de gestão de talentos, comunicação com colaboradores e plataformas de experiência do colaborador;
  • Compensações e benefícios: sistemas de gestão de compensações, análise de preferências, gestão de benefícios e salário;
  • Gestão de pessoas: softwares de gestão de licenças, produtividade e retenção, além de ferramentas para gerenciar freelancers;
  • Gestão de carreiras: soluções digitais para planejamento sucessório e plano de carreira;
  • Aquisição de talentos: ATS (Application Tracking System) inteligente, ferramentas de recrutamento e seleção, soluções de onboarding, entrevistas por vídeo;
  • Avaliação de desempenho: soluções para avaliação de desempenho, feedback contínuo e desenvolvimento de lideranças;
  • Aprendizagem corporativa: softwares para T&D com recursos de microlearning, mobile learning e gamificação;
  • Programas de bem-estar: soluções para avaliação e acompanhamento do bem-estar dos colaboradores;
  • Workforce analytics: soluções de people/workforce analytics para recrutamento, gestão de talentos, avaliação de performance, entre outras aplicações com uso de inteligência artificial;
  • Cultura e engajamento: tecnologias para pesquisa contínua, promoção da cultura organizacional e aumento do engajamento;
  • Diversidade e inclusão: ferramentas que facilitam a criação de programas de diversidade e inclusão a partir da análise de dados e interação digital.

Ou seja: a tecnologia pode contribuir com todas as áreas do RH e traz soluções inovadoras para qualquer questão envolvendo gestão de talentos, cultura e performance.

5 novas tecnologias de RH para adotar no seu negócio

Se você quer participar da revolução das tecnologias do RH, precisa acompanhar as tendências de perto. Confira 5 soluções em alta no mundo todo. 

1. Soluções de RH na nuvem

De acordo com o relatório Global Human Capital Trends 2019, publicado pela Deloitte, a tendência de migrar a gestão do RH para a nuvem é prioridade para 75% dos profissionais da área. 

No caso, a principal tendência é utilizar as plataformas de gestão de capital humano (HCM) na nuvem, ou seja, softwares que concentram todas as atividades do RH em um ambiente 100% online, com acesso a qualquer hora e lugar. 

As principais vantagens desses sistemas são a redução de custos para manter uma infraestrutura de TI própria, integração superior entre as ferramentas e melhora na gestão dos dados e processos do RH. 

Ao adotar soluções de RH na nuvem, as empresas conseguem integrar os múltiplos sistemas — na pesquisa da Deloitte, elas chegam a usar 9 softwares diferentes — e bancos de dados, agilizando as rotinas e otimizando processos. 

2. Softwares de recrutamento inteligente

O tradicional ATS (Applicant Tracking System) evoluiu para soluções movidas a inteligência artificial que tornam o processo de recrutamento e seleção muito mais ágil e preciso.

Entre as principais soluções apontadas por Josh Bersin, no relatório citado acima, estão:

  • Sistemas de busca inteligente de talentos por meio de algoritmos 
  • Softwares capazes de cruzar competências e características dos candidatos com os requisitos das vagas
  • Sistemas de automação do processo seletivo que agendam entrevistas, disparam mensagens aos candidatos e monitoram indicadores de desempenho
  • Ferramentas que permitem avaliar e prever comportamentos dos candidatos com a análise de dados (recruitment analytics).

Além disso, já é possível fazer entrevistas a distância por vídeo, usar a realidade aumentada para fazer simulações e até avaliar a personalidade de candidatos por meio de ferramentas que captam seu tom de voz e linguagem corporal. 

3. RH analytics

O termo RH analytics se refere a uma abordagem data-driven (orientada por dados) dos Recursos Humanos. 

Em outras palavras: com o apoio de novas tecnologias de RH focadas em análise de dados, os profissionais podem tomar decisões mais certeiras e assumir seu papel estratégico na empresa.

Por exemplo, qual o impacto do engajamento nos resultados financeiros da empresa? Como o índice de turnover tem evoluído e qual sua relação com a avaliação de desempenho? Como anda a saúde das equipes e relacionamento com a cultura?

Essas questões essenciais do RH só podem ser respondidas com dados — milhões deles, organizados, compilados, processados e traduzidos em relatórios por softwares de analytics. 

Daí vem o people analytics, que é basicamente o uso da análise de dados para avaliar e prever o comportamento, performance e percepções dos colaboradores. 

Até 2025, o mercado de soluções de RH analytics deve atingir os US$ 3,6 bilhões, segundo uma pesquisa da Adroit Market Research publicada em 2020. 

4. Tecnologias de aprendizagem

Na pesquisa de Josh Bersin, as novas tecnologias de RH em destaque na área de T&D (treinamento e desenvolvimento) são baseadas em e-learning. Mas, muito além dos antigos LMS (learning management system), as soluções evoluíram para plataformas e aplicativos online que utilizam tecnologias de microlearning, gamificação, mobile learning, realidade virtual e realidade aumentada. 

A tendência é que os colaboradores queiram aprender no seu próprio ritmo, e esses recursos ajudam a personalizar a experiência de aprendizagem — levando, inclusive, os treinamentos para o smartphone. 

5. Plataformas colaborativas para freelancers

Para fechar, a tendência de flexibilização do trabalho está impulsionando novas tecnologias de RH que ajudam as empresas a gerenciar os chamados “gig workers” (freelancers). Hoje, existem cerca de 84 milhões de profissionais freelancers ao redor do mundo, de acordo com o relatório World Development Report  2019, publicado pelo Banco Mundial. 

Esse contingente representa uma nova força de trabalho que se relaciona de forma ágil e independente com as empresas. Por isso, o RH precisa de tecnologias que permitam o trabalho colaborativo online com esses profissionais, melhorando a conexão com a equipe e o aproveitamento dos talentos externos. 

No relatório de Josh Bersin, as maiores tendências nesse campo são as plataformas de crowdsourcing e gestão de freelancers, considerando que apenas 8% das empresas pesquisadas estão prontas para lidar com a contratação de freelancers. 

Prepare-se para as novas tecnologias de RH

Como vimos, as novas tecnologias de RH estão evoluindo rapidamente e impactando todas as rotinas da área, desde uma simples análise de currículo até a gestão integrada de pessoas.

A ideia é gerenciar talentos de forma cada vez mais ágil e eficiente, atingindo níveis inéditos de engajamento, retenção e produtividade. Ao adotar essas tecnologias e deixar as tarefas manuais para trás, você transforma o RH em um núcleo de inteligência em prol do seu capital humano — pronto para trazer os melhores profissionais e elevar sua performance ao máximo.

Por isso, esse é o momento de buscar soluções digitais que se encaixem nos seus processos de trabalho e direcionar investimentos para a área, antes que a concorrência passe na frente. Continue acompanhando os conteúdos da Onze para descobrir novas formas de engajar seus talentos.