Tudo o que você precisa saber para pegar empréstimo

Por admin

Uma situação bem comum entre milhões de brasileiros é o péssimo hábito de gastar mais do que ganha. Para você não entrar na lista dos mais de 62 milhões de cidadãos que estão com o nome sujo em razão de dívidas não honradas, nada melhor do que um dinheiro extra para pagar as contas, não é mesmo?!

Mas você tem noção do que precisa saber para pegar empréstimo? Confira o artigo abaixo com dicas simples que podem te ajudar a organizar e planejar melhor as contas do dia a dia. Vamos lá?

O que é um empréstimo?

A palavra empréstimo é amplamente conhecida pelos brasileiros. É quando alguém recorre a uma instituição financeira para conseguir um dinheiro extra em troca de pagamentos parcelados com determinadas taxas de juros.

Trata-se de uma prática muito comum que auxilia no funcionamento da economia. Os empréstimos também são voltados para investimentos em negócios, quitação de bens, compras em geral ou até mesmo para ser utilizado em um momento de lazer.

O empréstimo conta com um contrato que estabelece as taxas de juros e alguns critérios para a liberação do dinheiro. Entre eles, a necessidade da pessoa estar em dia com as obrigações financeiras.

Apesar disso, muitas instituições liberam o chamado empréstimo consignado mesmo se o nome da pessoa estiver sujo. Nesse caso, o pagamento das parcelas é descontado direto do salário do solicitante, válido para quem é servidor público ou aposentado.

Saiba como poupar dinheiro para economizar e investir.

Diferença entre empréstimo e financiamento

Com tantas opções de produtos oferecidos pelas instituições financeiras, muitas vezes as pessoas ficam na dúvida se empréstimo e financiamento são a mesma coisa. Mas, na verdade, não são.

O empréstimo é a liberação de um crédito para que o cliente escolha como irá gastar o dinheiro, enquanto o financiamento conta com um objetivo previamente definido, como a compra de um carro ou uma casa.

Como geralmente os valores dos financiamentos são mais elevados, as instituições solicitam alguma garantia de que o pagamento será feito dentro do prazo estipulado. Por isso, as taxas de juros são menores.

Assim, a burocracia para a liberação de um financiamento é bem maior em comparação ao empréstimo, que muitas vezes solicita apenas uma comprovação de renda. Assim, a modalidade é bem mais prática e com grande movimentação diária na economia.

Comprou, vendeu ou financiou um veículo? Informe à Receita Federal.

Custos de um empréstimo

Os empréstimos têm custos variáveis que são estabelecidos de acordo com o valor solicitado e também com base na taxa de juros, estabelecida pela instituição financeira.

Além disso, os juros aumentam com base no tempo que o cliente demora para pagar o crédito solicitado. Os prazos podem chegar a 60 meses, mas geralmente os planos fazem simulações em até 48x.

No procedimento, as pessoas também assinam contratos que estabelecem multas em caso de atrasos, e até mesmo a perda de um bem que tenha sido utilizado como garantia de pagamento.

Dicas de economia financeira, para você colocar em prática hoje mesmo.

O que preciso saber antes de pegar um empréstimo?

Uma situação será unânime para todos os cidadãos que pegarem um empréstimo: vão pagar mais do que o valor sacado. Para você não ter problemas, confira algumas dicas úteis para você realizar um planejamento financeiro antes de assinar o contrato:

Mapeie seus gastos

Quem vai solicitar um empréstimo precisa ficar atento às finanças para não se endividar ainda mais. Uma boa dica é analisar todas as contas, observando se o pagamento das parcelas não vai comprometer mais do que 30% da renda.

Assim, você terá fôlego para honrar com o compromisso sem a necessidade do pagamento de multas.

Tenha um objetivo

Algumas perguntas devem ser feitas no momento de você pensar em realizar um empréstimo. Elas são fundamentais para estabelecer a real necessidade do dinheiro extra e se você realmente está agindo com consciência.

Afinal, muita gente solicita um empréstimo somente para comprar itens  desnecessários, deixando as contas ainda mais pesadas. Entre elas, podemos citar:

  • Em que vou utilizar o dinheiro?
  • Tenho fôlego mensal para honrar com as parcelas?
  • No que esse dinheiro vai me ajudar? Vou diminuir os custos dos meus gastos? Os juros valem a pena?
  • A minha família está de acordo?

Acesse esse link e veja como Aprenda a montar uma planilha de gastos.

Pesquise

Pesquisar é essencial na busca do melhor empréstimo pessoal. Isso porque cada instituição conta com taxas de juros diferenciadas. Busque uma que tenha credibilidade no mercado e que honre com os compromissos, evitando futuras dores de cabeça.

Além disso, ao pesquisar, você vai encontrar as melhores condições para dar conta das parcelas, ajudando na hora de organizar as suas finanças.

Planeje o pagamento

Imprevistos acontecem, infelizmente. Em alguns casos de perda de emprego, por exemplo, algumas pessoas podem não conseguir pagar o empréstimo. Portanto, é necessário planejar a sua vida antes de assinar um contrato.

Veja se você tem estabilidade, se há oportunidades de obtenção de dinheiro extra e como possivelmente você estará financeiramente daqui a dois anos. Afinal, muitos empréstimos têm duração de 48 meses e necessitam de um planejamento adequado.

Leia o contrato atentamente

Outra dica importante é ler com atenção todos os detalhes do contrato para evitar problemas futuros. Ao saber exatamente o que você está assinando, é possível conseguir garantir o cumprimento dos direitos e deveres entre instituição e cliente.

Além disso, conhecer o contrato de empréstimo evita possíveis percalços ou até mesmo reclamações que poderiam ser sanadas no momento da análise do documento.

Como pedir um empréstimo?

A solicitação de um empréstimo é bem simples: basta você comparecer a uma instituição credenciada ou acessar o site de uma empresa que faz as simulações. Dessa maneira, você poderá mensurar o quanto precisa e qual será o valor das parcelas, com suas respectivas taxas de juros.

Documentos necessários

Frequentemente, os documentos necessários para a obtenção de um empréstimo são:

  • CPF
  • RG
  • Comprovante de endereço
  • Comprovantes de rendimentos (Extrato do seu salário ou benefício do INSS)

Na análise do cadastro da Pessoa Física (CPF), a instituição vai analisar se o nome do solicitante está em dia e sem dívidas.

Acha que ainda não é o momento de pedir um empréstimo? Saiba como ter uma boa ideia para ganhar dinheiro.

Quais os melhores empréstimos?

Com diversas opções de empréstimos, você pode se questionar: Qual é o melhor entre eles? De forma geral, a escolha vai depender da sua necessidade e disponibilidade de dinheiro, mas certamente o empréstimo pessoal é um dos mais procurados, justamente pelas inúmeras vantagens existentes.

Entre eles, podemos citar a praticidade, liberação em até 24h do dinheiro, tudo realizado rapidamente após a análise de crédito.

Para pessoas físicas

Geralmente, as pessoas que solicitam empréstimos visam a quitação de dívidas por meio das menores taxas de juros em comparação ao cartão de crédito ou cheque especial.

As opções são mais limitadas e as taxas de juros são maiores em comparação aos planos existentes para as pessoas jurídicas.

Pessoas jurídicas

Há um amplo leque de empréstimos voltados às empresas. Nesses casos, a grande maioria de quem solicita um empréstimo busca a expansão do negócio.

Há as linhas de crédito para produtores rurais, empresas de tecnologia, microempreendedores individuais (MEI), entre outros. Como grande parte visa investimentos, as taxas de juros são menores.

Depois de aprender sobre o que precisa saber para pegar empréstimo, nada melhor do que conhecer aplicações financeiras para investir bem o seu dinheiro. Veja mais aqui.