Permuta: o que é, exemplos e como fazer

Por admin

Permuta

A permuta é um contrato em que as partes trocam objetos, imóveis ou serviços como pagamento, sem utilizar dinheiro. É o caso da permuta de imóveis, em que uma pessoa pode dar a casa própria como forma de pagamento por um apartamento com o mesmo valor, por exemplo. Dependendo do caso, a permuta é uma opção interessante.

Mas, antes de negociar esse tipo de acordo, é importante colocar valores na ponta do lápis para saber se a alternativa realmente vale a pena. Para ajudar nessa tarefa, preparamos este guia que explica o que é permuta e como ela pode ser aplicada. Vamos nessa?

Permuta: o que é

Permuta é um tipo de contrato em que as partes trocam objetos, serviços ou propriedades mutuamente, sem trocar moeda financeira. Nesse tipo de transação, os bens não precisam ser da mesma espécie, mas é preciso haver concordância entre as partes a respeito da equivalência de valores.

Trata-se de um recurso bastante utilizado em áreas como publicidade, serviços e imóveis. Veja um exemplo simples. Vamos supor que você tenha uma agência de marketing que vende uma plataforma de gestão para outras empresas. Nesse caso, uma forma de permuta seria, por exemplo, disponibilizar a plataforma para uma fábrica de calçados e receber pares de sapatos como forma de pagamento ou parte dele. É um tipo de negociação que deve ser avaliado com critério para identificar se, de fato, compensa.

O que é permuta de imóveis

Um tipo comum de permuta, conforme vimos, é a permuta de imóveis. Nesse tipo de operação, um imóvel é dado como forma de pagamento para a aquisição de um outro imóvel. Sendo assim, o pagamento não é feito em dinheiro, e sim por meio da troca de bens com valores equivalentes. No entanto, é comum que, em casos de disparidade nos valores, a diferença seja paga em dinheiro.

Um exemplo prático seria trocar uma casa por um apartamento que tem o mesmo valor do seu imóvel. Vale lembrar que a permuta de imóveis se estende a todos os tipos de imóveis: casas, apartamentos, terrenos e imóveis que ainda estão na planta.

Exemplos de permuta

Agora que você já sabe o que é permuta, é hora de ver alguns exemplos de como ela funciona na prática. Confira abaixo.

1. Marcas e influenciadores digitais

Um tipo de permuta comum ocorre entre marcas e influenciadores digitais ou artistas famosos. Uma possibilidade é que os influenciadores divulguem produtos e serviços nas redes sociais e recebam os mesmos em troca pelo espaço de publicidade.

2. Agências e blogueiros de viagem

Outro exemplo é quando uma agência de viagem convida blogueiros para viajar a um destino específico que ela deseja promover. Nesse caso, o blogueiro viaja com todos os custos pagos, sem receber dinheiro. Em troca, faz a divulgação do destino a partir de conteúdos em revistas, blogs ou redes sociais, por exemplo.

3. Imóveis

Em uma permuta de imóveis, uma pessoa com um grande terreno poderia fazer um acordo com uma construtora com interesse em erguer um prédio na área. Ao invés de a construtora pagar em dinheiro pelo terreno, uma possibilidade seria pagar em unidades prontas que ela tenha construído.

Como fazer permuta na prática

Antes de fazer pergunta, é preciso avaliar de forma criteriosa se essa opção vale a pena para você. Cada situação deve ser analisada individualmente, considerando os preços de cada item da troca, os prazos e as condições do contrato a ser assinado.

Se você pretende fazer a troca em serviços, por exemplo, é crucial verificar a qualidade da empresa e o valor que ela cobra para terceiros. Também faça um questionamento sincero: você realmente precisa daquele serviço? Compraria aquele serviço com o seu dinheiro? Se sim, coloque todos os valores referentes à permuta na ponta do lápis para ver se compensa. Caso contrário, o ideal é optar pelo pagamento em dinheiro para destiná-lo ao que, de fato, é relevante para você.

Além disso, se o seu objetivo é fazer permuta de imóveis, é fundamental comprovar a regularidade dos bens por meio de documentos, avaliar as condições das propriedades e conhecer o valor de mercado.

Independentemente do tipo de permuta, sempre faça um contrato com a descrição dos direitos e obrigações das partes, assim como as condições da troca, prazos de entrega e bens envolvidos na permuta. Dessa forma, você tem uma garantia fundamental ao fazer a negociação.

E aí, ficou mais fácil entender o que é permuta? Com essas dicas em mente, você já pode avaliar se a permuta é a melhor opção, dependendo do caso. Confira outros artigos da Onze e fique sempre por dentro do mercado financeiro.