O que é rentabilidade nos investimentos? Confira aqui!

Por Redação Onze

rentabilidade nos investimentos

O que é rentabilidade nos investimentos?

A rentabilidade diz respeito ao retorno que você tem em um investimento específico. Ou seja, quanto de renda sua aposta financeira produz. De forma geral, não é o único fator importante na hora de escolher um investimento. Lembra dos termos que citamos no início do texto? Então, eles também contam.

Ainda assim, o retorno financeiro é essencial — do contrário, o investimento não vale a pena. Existem outros fatores que também influenciam, como o risco. Você vai ver um pouco mais sobre isso ao longo do texto. O que você deve ter em mente é que essa rentabilidade nem sempre é previsível.

Pense da seguinte forma — se você vai comprar um carro, existem vários tipos diferentes, certo? “SUV”, “esportivo”, “sedan” e por aí vai. Isso acontece porque cada automóvel atende a um perfil diferente. Com investimentos, é a mesma coisa. Os de renda fixa contam com rentabilidade previsível e os de renda variável, não.

Qual é a diferença entre rentabilidade e lucratividade?

A rentabilidade diz respeito à quantidade que você investiu, somada ao lucro que você obteve. Já a lucratividade diz respeito apenas ao lucro líquido, sem pôr em conta a quantia que você investiu.

Pareceu complicado? Calma, vamos explicar melhor. Imagine que você invista R$ 1.000 em uma aplicação e tenha obtido algo em torno dos R$ 200 no final de um ano. No final do período, você teve uma rentabilidade de R$ 1.200.

A lucratividade funciona de forma um pouco diferente. Diz respeito ao ganho que você consegue ao descontar todos os gastos iniciais. Se o seu aporte foi de R$ 1.000, o lucro fica na casa dos 200.

Qual é a relação entre rentabilidade e risco?

Lembra de quando citamos o fato de existir investimentos para perfis diferentes? Então, o que guia o tipo de investimento é o grau de risco. Como isso funciona? De forma geral, as chances de ganhos também acompanham as chances de perdas.

Ou seja, quanto mais rentável um investimento é, maior o risco envolvido. Os investimentos de renda fixa, por exemplo, envolvem pouco risco e a rentabilidade é fixada em um índice. Assim, você consegue projetar com facilidade quanto a aposta vai render ao longo do tempo.

Esse investimento se adequa aos perfis conservadores. É diferente das apostas de renda variável, nas quais a rentabilidade flutua e pode ser igualmente alta e baixa. Os investimentos mais recomendados para iniciantes são os de baixo risco — progredindo de acordo com o nível de experiência.

Como calcular a rentabilidade de um investimento?

A rentabilidade pode ser calculada avaliando vários fatores diferentes. Isso inclui as taxas e os impostos com os quais você vai lidar. Caso o rendimento seja líquido, ainda é preciso descontar a inflação. 

A maior parte dos investimentos de renda fixa feitos em corretoras não envolvem taxas. O que você vai precisar ficar de olho é na tabela de imposto regressiva e no índice fixado. Quer um exemplo? Imagine que você apostou R$ 1.000 em um papel que rende 5% ao ano.

Supondo que você saque ao final de 12 meses, o valor seria R$ 1.050, certo? Já que R$ 50 é 5% de R$ 1.000. Esse é o rendimento bruto. Caso desconte os 20% de Imposto de Renda sobre o que rendeu, vai ficar com R$ 1.040.

Quais são os principais índices de rentabilidade?

Existem vários índices usados de métrica para definir os investimentos. Geralmente, baseiam-se em pesquisas de institutos ou taxas específicas do mercado. A seguir, listamos alguns dos mais comuns.

Inflação (IGP-M e IPCA)

Os investimentos fixados com base na inflação são úteis para os investidores que querem proteger seu poder de compra ao longo do tempo. Os índices mais usados são o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) e o IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado).

Taxa Selic

A Selic é a taxa básica de juros, definida pelo Copom (Comitê de Política Monetária) em reuniões. Geralmente, as flutuações acompanham a inflação. O investimento mais popular fixado na Selic é o Tesouro Selic, emitido pelo próprio governo.

Taxa DI

A DI é a taxa de Depósito Interbancário, usada para transferir dinheiro entre os bancos. Os investimentos bancários, como CDB, são fixados nesse índice e os valores são muito parecidos com os da Selic — ficando um pouco abaixo.

Quais são os investimentos com maior rentabilidade?

Os investimentos mais rentáveis também são os menos estáveis. Por isso, deve ser levado em conta o seu “apetite para riscos” na hora de descobrir se uma aplicação vale a pena para você ou não.

Ações

Quando se fala em investidor, a maioria das pessoas imagina alguém que opera no mercado de ações. O investimento diz respeito às frações do capital social, levando em conta as expectativas dos investidores em relação à empresa emissora. A forma mais popular é a compra e a venda.

Fundos de investimento

Os fundos de investimento existem em várias cores e sabores — DI, multimercado, de ações, e por aí vai. Aqui, você deixa o dinheiro nas mãos de um gestor qualificado que escolhe os aportes de acordo com seu perfil.

Entender o que é rentabilidade ajuda a escolher os melhores investimentos e fazer boas apostas. Caso você ainda não tenha começado a investir, o ideal é dar pequenos passos, começando com as apostas mais conservadoras.

Não se esqueça de ficar de olho em possíveis taxas que reduzem sua rentabilidade. Alguns fundos contam com taxa de administração e performance, enquanto investimentos de renda fixa podem dispor de taxa de custódia.

Conseguiu aprender sobre rentabilidade? Então, não deixe de compartilhar nas redes sociais para que seus amigos também fiquem por dentro!