Small Caps: o que são e vale a pena investir nelas?

Por Redação Onze

small caps

Como funciona a classificação das empresas

Como identificar se uma empresa é small, mid ou big caps, entre outras classificações? Não há um consenso, mas especialistas costumam usar o próprio valor de mercado da companhia para classificá-las.

No caso das small caps, empresas com valor estimado entre US$ 300 milhões e US$ 2 bilhões entram nessa categoria.

Agora que você já tem noção de como saber quando uma empresa pode ser considerada small caps, precisa conhecer o índice que serve como termômetro dessa área do mercado financeiro. Por isso, conheça abaixo o índice SMLL!

O que é Índice SMLL?

Assim como o BOVA11 é um índice que mede o desempenho médio das empresas pertencentes ao índice Ibovespa, o SMLL analisa como as principais Small Caps do mercado estão performando.

Criado em 2005, o índice SMLL também te possibilita compará-lo com outros índices do mercado. Ou seja, você pode comparar sua valorização com outros índices, como o da própria Ibovespa.

Vale mencionar aqui: com a alta volatilidade, não estranhe caso as small caps ultrapassem o Ibovespa algumas vezes!

Quais são as vantagens de investir em small caps?

O que pode tornar as small caps proveitosas? Chegou a hora de saber por que deve considerá-las em suas próximas movimentações na Bolsa de Valores. Confira abaixo!

Possibilidade de encontrar ativos de alta qualidade por preço baixo

As small caps podem ser consideradas os “azarões” da Bolsa de Valores. Por isso, muitas vezes acabam não sendo pesquisadas por investidores de grande porte.

Ou seja, pesquisar com mais afinco pode trazer grandes resultados, já que é possível encontrar ações small caps de alta qualidade por preços abaixo do mercado, justamente por não estarem sendo pesquisadas como deviam.

Excelente histórico

Mesmo sendo um investimento considerado arriscado, a história das small caps na Bolsa é bastante positiva. O índice SMLL tem bons resultados de maneira consistente.

Não à toa, falamos para não estranhar caso encontre melhor performance no SMLL do que na própria Ibovespa.

Potencial de crescimento

O porte menor do que o que vemos nas blue chips significa maiores oportunidades de crescimento para as empresas do small caps. Seus segmentos ainda podem ser explorados de diversas formas, o que abre muito espaço para crescimento e, consequentemente, valorização.

Quais são as desvantagens?

Naturalmente, nenhum investimento é feito apenas de vantagens. A primeira desvantagem que podemos mencionar é o risco de as small caps em sua carteira não vingarem. Ou seja, suas ações sofrerem desvalorização após sua abertura ao mercado.

Essas são algumas das incertezas operacionais que cercam as small caps. Por parte delas ser relativamente nova no mercado, é mais difícil saber se suas operações são saudáveis ou capazes de sustentar o negócio.

A baixa liquidez também pode ser um problema. Como algumas das empresas que pertencem a essa categoria podem valorizar de forma meteórica, você pode acabar tentando vender um ativo que ninguém quer comprar por estar demasiadamente caro.

A má precificação, que listamos como vantagem, pode acabar se provando também uma desvantagem. Justamente pela falta de atenção de analistas às small caps, você pode acabar comprando um ativo de alto custo, mas de pouca qualidade.

Small Caps x Large Caps: quais são as diferenças?

As Large Caps – que nos referimos ao longo do artigo como blue chips – se diferenciam por serem empresas que não são apenas gigantescas, mas a maioria trabalha em setores essenciais, como óleo e gás ou alimentação, entre outras.

Para uma empresa ser considerada uma large cap, por exemplo, seu valor de mercado deve ultrapassar os US$ 10 bilhões.

Por conta disso, costumam ser ativos mais sólidos na B3 e podem garantir bons rendimentos, principalmente com dividendos. Por outro lado, seu potencial de ganho é baixo.

Ou seja, as duas principais diferenças entre elas estão na inversão entre a segurança e a capacidade de rentabilização. As small caps são mais arriscadas, porém, podem ser mais rentáveis caso você negocie os ativos certos.

Vale a pena investir em small caps?

Depende. Elas podem ser muito indicadas caso você se considere um investidor arrojado e esteja na B3 em busca de rentabilidade no curto prazo. Nesse cenário, afirmamos veementemente que sim, são boas opções.

O que você deve considerar na hora de investir em small caps é justamente a má precificação que alguns ativos do índice SMLL apresentam.

Por isso, é necessário fazer uma pesquisa extensa da empresa cujos ativos pretende negociar na Bolsa de Valores.

Dessa maneira, conseguirá descobrir quando uma má precificação será uma vantagem e quando ela será uma armadilha.

Quer aprender mais sobre investimentos no mercado de ações? Então confira mais conteúdos sobre, aqui, na Onze.