Ação: passo a passo para investir e lucrar na bolsa de valores

Por Redação Onze

Ação

O que é uma ação?

Uma ação é, conceitualmente, um ativo financeiro. Significa que ela pode ser comprada e, com o tempo, gerar renda para seu detentor conforme sua valorização e venda posterior.

Note que, por outro lado, o lucro de uma ação não é garantido. É por esse motivo que essa categoria de ativo é definida como de renda variável, ou seja, não existe um indexador prévio para determinar o retorno sobre o investimento.

Também por essa razão, investir em ações traz riscos. Afinal, é possível que a queda nos preços seja tão acentuada que leve o investidor a perder dinheiro. Isso, claro, se a aplicação for feita sem critérios e análises prévias.

A ação e seus tipos

Como visto, uma ação é parte de uma empresa. Isso quer dizer que, sendo proprietário de um papel, você se torna acionista da organização, contraindo, assim, certas prerrogativas. É nesse sentido que as ações podem se diferenciar, conferindo ao seu portador determinados direitos, dependendo da categoria adquirida.

No mercado brasileiro, existem basicamente dois tipos de ação: a ordinária, identificada pelo número 3 e pela sigla ON, e a preferencial, reconhecida pelas iniciais PN e pelo algarismo 4.

Ações ordinárias se caracterizam por dar ao seu detentor direito de votar nas assembleias da companhia. Sendo assim, quanto mais papéis ON ele tiver, maior será sua influência.

Por sua vez, as ações preferenciais permitem que o acionista receba dividendos antes de outros quando a empresa registrar lucro.

Como uma ação é negociada?

De modo geral, no mercado acionário, é possível comprar, vender e alugar ações, entre outros tipos de operações financeiras. Toda ação é negociada pela Brasil Bolsa Balcão, a B3, reconhecida como a bolsa de valores brasileira pelos órgãos oficiais e localizada em São Paulo, capital.

No entanto, investidores pessoa física só podem negociar ações por intermédio de uma corretora que, em troca do serviço, cobra certas taxas.

Como escolher uma ação para investir?

Por ser um investimento de risco, a compra de uma ação precisa ser avaliada criteriosamente. O primeiro passo para isso é identificar o seu perfil de investidor para que, a partir daí, você possa escolher os papéis conforme seus objetivos.

Ou seja, se você se identifica com o perfil conservador, deve selecionar ações de empresas mais sólidas e com muito tempo no mercado. Mas se você pretende ter ganhos mais rápidos e em taxas maiores, então o seu perfil é arrojado e, nesse caso, ações de startups e de companhias que acabaram de fazer IPO são indicadas.

Como comprar uma ação em 4 passos

Agora que já sabe o básico, você está apto para dar o pontapé inicial em sua caminhada no mercado de ações. Como verá a seguir, não tem nada de complicado nesse processo, que pode ser resumido em 4 tópicos.

1. Analise o mercado

Antes de investir, procure conhecer a performance do mercado e se a bolsa está em queda ou em alta. A partir disso, identifique as ações mais promissoras por meio da opinião de especialistas ou fazendo você mesmo suas próprias análises técnicas.

2. Abra conta em uma corretora

Tendo um panorama do mercado e identificadas as ações mais favoráveis, é hora de abrir uma conta em corretora que o permita negociar papéis. Lembre-se sempre de fazer um comparativo das taxas de administração e de custódia praticadas pelas empresas antes de tomar sua decisão.

3. Entre na plataforma de negociação

Depois da abertura da conta, é hora de acessar a plataforma de negociação conhecida como Home Broker e, nela, buscar pelos papéis que interessam você. Busque pelo ticker da ação, lembrando-se sempre de conferir se ela é ON ou PN. É possível saber isso pela seção de empresas listadas no site da B3.

4. Emita a ordem de compra

Cumpridas todas as etapas, é hora de, finalmente, emitir a ordem de compra. Assim, escolha a quantidade de ações, verifique o valor e confirme a aquisição na área reservada para a transação. Depois, basta acompanhar a evolução dos preços conforme os seus objetivos de investidor.

Se a sua meta é negociar no day trade, você precisará seguir o gráfico de preços de minuto a minuto. Caso seja lucrar no longo prazo, basta monitorar a performance do ativo diariamente pelo site da B3 ou pelo seu próprio Home Broker.

Aqui no blog da Onze você fica por dentro do mercado financeiro de maneira simples e descomplicada. Leia nossos conteúdos para investir melhor!