Faça seu dinheiro render: 5 dicas de como investir o 13° salário!

Por admin

Quem tem contrato de trabalho com carteira assinada espera ansiosamente o final do ano não só por ser um período de festas, mas também porque é época de receber o décimo terceiro salário.

Os mais precavidos reservam o dinheiro para pagar as contas de início de ano, entre elas estão IPVA, seguro do carro, IPTU, matrícula e compra de material escolar. Outros utilizam o dinheiro para pagar as contas que se acumularam ao longo do ano. Com tudo isso ainda é possível aplicar o benefício? E como investir o 13° salário?

A resposta é sim, é possível, e a Onze irá lhe mostrar como investir. Porém devemos salientar que a principal forma de utilizar o benefício é eliminando dívidas, sejam passadas ou futuras. Isso porque não faz sentido querer investir se o seu dinheiro está sendo drenado por juros de dívidas.

Com dinheiro para pagamento à vista, os impostos e serviços contratados saem mais baratos, além do que é possível renegociar dívidas por valores menores. Então o segredo antes de investir o 13º é: pague as dívidas e reserve dinheiro para as contas a curto prazo.

Com este planejamento bem feito com certeza você conseguirá dinheiro para investir e com o tempo irá aumentar essa soma. Muitos investimentos hoje são acessíveis a todos e com algumas dezenas de reais é possível comprar títulos e sair da poupança.

Como investir o 13° salário

Veja com a Onze algumas dicas para investir e não deixar o dinheiro do benefício parado em 2020.

1- Tesouro Direto:

O Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional que emite títulos de renda fixa da dívida pública do país. São títulos muito seguros, pois a garantia tem como base o governo federal que é entendido como bom pagador. A partir de 35 reais já é possível encontrar títulos do Tesouro Direto que podem ser comprados por intermédio de bancos e corretoras habilitados.

É um investimento de renda fixa e tem três tipos de oferta. A pós-fixada chamada de Tesouro Selic que remunera a variação da taxa de juros nacional, a prefixada denominada Tesouro Prefixado que tem uma taxa de juros fixa então é possível saber o quanto irá pagar antecipadamente, e, por fim, a indexada ao IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) conhecida por Tesouro IPCA  que paga a variação do índice somado a uma taxa de juros fixada.

Deve-se atentar que incide Imposto de Renda com tabela regressiva sobre o Tesouro Direto conforme os seguintes prazos:

  • 22,5% com até 180 dias;
  • 20% entre 181 e 360 dias;
  • 17,5% entre 361 e 720;
  • 15% quando a aplicação supera 720 dias.

O IR é retido na fonte e para aplicações sacadas em menos de 30 dias é cobrado IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras).

2 – CDB

Um CDB, ou Comprovante de Depósito Bancário, são títulos que os bancos emitem como forma de captar recursos para financiar o próprio funcionamento, ou seja, o investidor empresta dinheiro ao banco que paga uma remuneração de juros por isso.

Um título CDB prefixado paga um valor já acertado de rendimento pelo tempo de investimento e um título de CDB pós-fixado é vinculado a variação da taxa CDI (Certificado de Depósito Interbancário) ou IPCA/ IGPM, o que torna essencial o acompanhamento do histórico recente dessas taxas.

Neste investimento também incide a cobrança de Imposto de Renda por tabela regressiva. Dessa forma o ideal é que o investidor resgate o dinheiro somente no vencimento do título ou se planeje para resgatar o dinheiro de forma a pagar menos imposto.

Por serem emitidos por bancos são considerados muito seguros, pois o risco de quebra ou calote é mínimo. Além disso, também são cobertos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) no valor de até R$250 mil e existem em diversos prazos e modelos para o investidor aportar o seu décimo terceiro. Embora encontram-se ofertas de CDBs a partir de R$100, os bancos mais conhecidos oferecem os seu títulos a partir de R$500.

3 – LC

As Letras de Câmbio (LCs) são títulos de renda fixa emitidos por financeiras. Por serem de renda fixa é possível estimar o valor a receber no momento da compra do título pelo seu período de resgate. São opções de investimento que contam com a  segurança do FGC (até R$ 250 mil), porém tem desconto de IR regressivo.

As LCs são comercializadas em três modalidades. A primeira é a LC prefixada que tem uma taxa de remuneração pré-acertada. A segunda é a LC pós-fixada, a mais comum entre as três, e onde o título geralmente é vinculado a variação do CDI (Certificado de Depósito Interbancário), mas que também pode ser indexada ao IPCA/IGPM e outros. A terceira é a LC híbrida que mistura uma porcentagem de remuneração prefixada e a outra parte é paga por um indexador (IPCA/IGPM).

4 – LCI e LCA

A Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) são títulos de renda fixa emitidos por bancos e financeiras que se destinam a financiar as atividades dos setores que representam.

A vantagem é que não incidem impostos nesses investimento e também são cobertos pelo FGC. Os títulos de um ou outro tem grande variedade de vencimentos e também são prefixados com uma taxa de remuneração fixa ou pós-fixada com remuneração atrelada a algum indexador, como CDI, IPCA etc.

Embora existam investimentos a partir de cem reais, as ofertas mais comuns são feitas pelas financeiras por no mínimo mil reais.

5 – Ações

Investir em ações é trocar a segurança da renda fixa por maiores retornos, e também maiores riscos, do mundo da renda variável. As ações são ativos de empresas comercializadas nas Bolsas de Valores. Para investir em ações é preciso abrir uma conta em uma instituição financeira, transferir o dinheiro para a conta, acessar a plataforma disponibilizada e começar a investir.

Claro, o mercado financeiro não é tão simples assim, as ações podem se valorizar ou desvalorizar, então o risco de perder dinheiro existe. Porém com informações e estudo sobre o mercado a possibilidade de fazer bons investimentos em ações são boas. Além da venda de ações valorizadas, é possível que algumas paguem dividendos conforme a companhia registre lucro, esta é uma outra forma de ganhar mais dinheiro.

Viu como investir o 13° salário é fácil?  Com essas dicas você pode escolher a melhor opção de investimento e pode contar com ajuda especializada que a Onze oferece para planejar o seu futuro e o da sua família.