Maiores altas da Bovespa (e as maiores quedas também)

Por Redação Onze

bovespa

Maiores altas da Bovespa em 2020

Depois de fortes altas em 2019, com ganho de 32% no ano para a bolsa, as maiores altas da Bovespa em 2020 foram intercaladas com retrações violentas. Em março, como veremos ao longo do texto, seis circuit breakers em um curto intervalo foram uma dura lição. Afinal, a renda variável, de fato, varia — e, muitas vezes, para o lado errado.

Em abril, a Bovespa já começou a retomada com uma alta acumulada de 10,38%. A partir daí, maio e junho trouxeram altas importantes para a bolsa. 

O Ibovespa em dólar registrou alta de 38,17% nos 24 pregões ocorridos entre os dias 11 de maio e 10 de junho, por exemplo. Nesse mesmo período, o real também se valorizou a um percentual de 15,27% frente ao dólar.

Outro dado interessante é que, em abril de 2020, o Ibovespa alcançou a marca de 730 bilhões de dólares em valor de mercado, de acordo com dados da B3.

Maiores quedas da Bovespa em 2020

Em 2020, com a crise mundial ocasionada pela pandemia do novo coronavírus, a Bovespa registrou quedas significativas. As principais baixas ocorreram no mês de março, quando o circuit breaker foi utilizado em diferentes ocasiões.

Circuit breaker é um mecanismo acionado em períodos nos quais há um volume elevado de vendas na bolsa de valores, o que resulta em desvalorização acentuada dos preços dos ativos. Com o mecanismo, as negociações são interrompidas por 30 minutos. 

O primeiro estágio, por exemplo, é acionado quando há queda de 10% na Bovespa em relação ao valor no fechamento do último pregão. O objetivo é proteger os investidores de quedas bruscas no mercado financeiro e evitar perdas acentuadas. Em março, o circuit breaker foi acionado seis vezes nos seguintes dias:

  • 9 de março
  • 11 de março
  • 12 de março (duas vezes)
  • 16 de março
  • 18 de março.

No dia 18, por exemplo, o Ibovespa perdeu o marco dos 70 mil pontos e registrou baixa de 10,26% no início da tarde.

Maiores altas diárias da Bovespa na história

Agora que você sabe qual foi o pico do desempenho em 2020, descubra quais foram as maiores altas da Bovespa ao longo da história da bolsa de valores do Brasil:

Alta de 36% em 1991

Em 4 de fevereiro de 1991, com a implementação do Plano Collor 2, a Bovespa teve a maior alta da história: 36,05% em um único dia. O período foi marcado pela abertura da bolsa brasileira a investidores estrangeiros e, portanto, por otimismo em relação aos rumos da economia.

Alta de 33% em 1999

A segunda maior alta da Bovespa ocorreu em 15 de janeiro de 1999. Na data, o índice subiu 33,89%. À época, o cenário era marcado pela bolha da internet, também conhecida como bolha das empresas ponto com. 

De 1994 a 2000, o mercado financeiro passou por um forte movimento de especulações sobre empresas baseadas na internet, o que elevou os preços das ações dessas companhias.

Maiores quedas da Bovespa na história

Depois de conferir as maiores altas da Bovespa, é hora de conhecer as três quedas mais significativas da história. Confira nos tópicos abaixo:

Queda de 22% em 1990

Em 21 de março de 1990, a Bovespa registrou a maior queda da história: 22,27%. O motivo foi o congelamento das cadernetas de poupança em até R$ 50 mil cruzados novos, decisão tomada pelo então presidente Fernando Collor de Mello. Conforme veremos, o dia anterior também não havia sido bom para o mercado financeiro.

Queda de 20% em 1990

Um dia antes do recorde histórico, a Bovespa teve a segunda maior queda. Em 20 de março de 1990, a bolsa despencou 20,95%, também devido ao anúncio do bloqueio das cadernetas de poupança.

Queda de 16% em 1987

O dia 19 de outubro de 1987 ficou conhecido como Black Monday devido à maior queda do índice Dow Jones, na bolsa de Nova York. Um dia depois, em 20 de outubro de 1987, a Bovespa sentiu os impactos do mercado estadunidense e teve a sua terceira maior queda, com uma desvalorização de 16,17%.

Como você pode ver, o índice Bovespa passa por altas e baixas ao longo do tempo. Portanto, ficar de olho nas oscilações da renda variável é fundamental para gerenciar os investimentos de forma assertiva e reduzir os riscos. 

Depois de conhecer as maiores altas da Bovespa, você pode acompanhar o índice a partir de agora para se manter sempre atualizado. Se você gostou das dicas do artigo, compartilhe e confira outros conteúdos exclusivos do blog.