Bom ano: conheça as melhores aplicações financeiras em 2020

Por Redação Onze

melhores aplicações financeiras

A pergunta que todos investidores se fazem o tempo todo: quais as melhores aplicações financeiras do momento?

Essa dúvida encontra refúgio nos canais de informações especializados, nas falas e textos de analistas dos mais diversos tipos e nas avaliações financeiras do mercado.

Este artigo vai tratar, justamente, sobre essas tendências: qual o grupo de produtos, suas características e previsões que fazem dele boas escolhas para 2020. Saiba como entender qual o seu perfil de investidor e quais os produtos que prometem ter os melhores resultados em 2020.

Como descobrir qual o seu perfil de investidor?

Delimitar o perfil de um investidor e suas características marcantes é um assunto que levaria diversos artigos para ser abordado com profundidade.

Geralmente, logo no primeiro contato com uma corretora, é provável que você seja convidado a fornecer algumas respostas a um questionário personalizado. Esse tipo de triagem costuma nortear os corretores sobre qual será o estilo de seus investimentos. No entanto, vamos aproveitar que estamos trabalhando com o tema para dar uma visualizada nos principais perfis de investidores.

 

Conservador

Tem como foco a segurança e procuram se distanciar dos riscos. Costumam estar focados em produtos de renda fixa.

 

Moderado

Constitui um perfil de investidor que tem o interesse de investir um pouco mais e está disposto a aumentar os riscos em busca de rentabilidade maior.

 

Arrojado

Está mais disposto a correr maiores riscos e, consequentemente, eventuais perdas – tanto a médio quanto a longo prazo.

 

Agressivo

É uma evolução na ousadia do perfil arrojado. Em busca dos maiores ganhos possíveis, é um investidor que assume riscos cadas vez mais altos. Se por outro lado, esse investidor pode obter retornos favoráveis em grandes quantias, por outro, as chances de perdas são proporcionalmente altas.

Conheça as melhores aplicações financeiras

As propostas abaixo selecionadas levam em conta dicas de especialistas e canais voltados ao mercado financeiro e, também, as variações de cenário econômico a que o país passou e tem atravessado no momento. Aqui estão as melhores aplicações financeiras, pensando no ano de 2020.

 

CDB

O título que leva como nome a sigla para Certificado de Depósito Bancário representa o investimento caracterizado por um empréstimo, mas com características bem peculiares.

Trata-se de uma alternativa em que o cliente deixa seu capital emprestado ao banco por um período combinado.

É um produto popular, que costuma render mais que a Poupança e que oferece um item de segurança que é o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) – até um valor específico, o banco garante seu dinheiro no caso de algum imprevisto.

Esse tipo de garantia é o que faz do CDB uma forma de sair do conservadorismo da Poupança e ter acesso a um produto com rentabilidade maior – o que costuma crescer conforme mais longo for o prazo da aplicação.

 

Tesouro Direto

Trata-se de um investimento de renda fixa que ficou muito popular nos últimos anos. A emissão desses títulos cabe ao Governo Federal, que recebe o dinheiro do investidor emprestado e, posteriormente, providencia o retorno corrigido.

A natureza do Tesouro Direto enquadra três modalidades: os com juros ligados à inflação; os prefixados; e os títulos indexados à taxa Selic.

As características desse tipo de investimento fazem dele uma opção bastante procurada – principalmente, para pessoas que ainda não tem muita familiaridade com outras opções no mercado.

O mais procurado costuma ser o título indexado à Selic. O Tesouro Direto está entre as melhores aplicações financeiras por ser de fácil participação, com valores a partir de R$ 30, e que tem uma liquidez considerada alta.

 

LCI e LCA

São as siglas que representam, respectivamente, Letra do Crédito Imobiliário e Letra de Crédito do Agronegócio.

São opções de investimento de renda fixa, que também recebem a segurança do FGC e que operam com rentabilidade tanto pré quanto pós-fixada.

Uma vantagem das LCI e LCA é, justamente, a ausência da cobrança do Imposto de Renda – e outros impostos. No entanto, essa característica contrapõe com uma rentabilidade não tão atrativa e a baixa liquidez – é preciso aguardar o período determinado para receber o lucro e fazer a retirada no melhor momento.

Fundos Multimercados

No Brasil, os Fundos Multimercados são as denominações mais associadas aos chamados Hedge Funds ou fundos de cobertura.

São produtos que figuram entre as melhores aplicações financeiras, desde que o perfil do investidor seja moderado e que negociam ativos das mais diversas possibilidades.

A rentabilidade e a liquidez desse tipo de proposta estão diretamente ligada às naturezas desses fundos multimercados. Podem variar a cada caso.

As formas para ingressar, como valores e outras exigências também devem ser analisadas em cada oportunidade diferente. Em alguns casos, a constante busca por maior rentabilidade podem resultar em ações que aumentem, também, o risco dessa possibilidade de investimento.

 

Fundos DI

É um fundo de renda fixa que acompanha uma taxa ligada ao Certificado de Depósito Interbancário (CDI) e que tem como característica o investimento majoritário de seu patrimônio em Títulos Públicos vinculados à taxa Selic.

É considerado uma das melhores aplicações financeiras pelo fato de apresentar uma relação vantajosa entre risco e retorno, diante da segurança dos ativos em que investe. Também apresenta uma liquidez considerada alta.

 

Fundos de Ação

Um exemplo que costuma ser aplicado ao funcionamento dos fundos de ação é a comparação com a rotina de um condomínio.

Aplicar seu dinheiro em um fundo de ação significa direcionar o investimento à figura de um gestor, que vai tratar de gerenciar esse capital de maneira estratégica em uma carteira de ativos, com renda variável. O exemplo do condomínio se dá para a divisão de lucros e custos, de forma igual, entre os participantes.

Pronto! Trouxemos aqui as melhores aplicações financeiras para que você faça suas análises e, ainda, uma breve descrição dos perfis de investidores, para saber qual delas é a mais adequada ao seu estilo.

Gostou das dicas? Então acesse o site da Onze e fique sempre bem informado sobre o mundos dos investimentos.