Planejamento Financeiro para Empreendedor: por onde começar

Por admin

Não restam dúvidas de que o empreendedorismo no Brasil está crescendo. Uma pesquisa feita pelo G1 apresentou que foram contabilizados 8.154.678 cadastros de MEI (microempreendedor individual) até março de 2019. O número mostrou uma crescente no empreendedorismo do país nas mais diversas áreas.

E, claro, com o aumento do número de empreendedores, aumenta também a necessidade de aprender a organizar as finanças, para evitar que o pessoal e profissional se misturem e esses profissionais consigam conquistar a tão querida independência financeira.

Mas como fazer planejamento financeiro para empreendedor? Qual a importância e como é o passo a passo? Essas e outras dúvidas serão esclarecidas no artigo de hoje. Continue a leitura!

Importância do Planejamento Financeiro para o Empreendedor

Infelizmente, não é raro encontrarmos empresas que foram à falência por falta de planejamento financeiro. De acordo com a pesquisa Boa Vista, cerca de 91,6% das falências que foram registradas no primeiro trimestre de 2019 foram de pequenas empresas.

A falta de planejamento financeiro é algo geral: tanto com finanças pessoais quanto com finanças das empresas, não aprendemos a lidar com o fluxo de dinheiro, organizando as contas e “carimbando” o dinheiro corretamente.

Por isso, é comum encontrarmos empreendedores que misturaram as finanças pessoais com as da empresa, e que não têm noção ou controle de quanto, de fato, estão lucrando, e se a empresa está dando os resultados esperados ou não.

Isso pode gerar uma cegueira por parte do empreendedor, que por não ter uma visão realista dos negócios, poderá, em algum momento, tomar um susto com uma possível falência.

Para evitar que isso aconteça, entender de gestão de finanças para a empresa e aprender a cuidar do seu dinheiro é fundamental.

Planejamento Financeiro Para Empreendedor: Passo A Passo

Se você é empreendedor e não quer entrar nas estatísticas de empresas que faliram por falta de planejamento, é preciso entender o passo a passo para transformar a realidade do seu negócio e conseguir identificar os possíveis gargalos, e trabalhá-los de forma adequada.

Passo 01: Diagnóstico atual das finanças

O primeiro passo é fazer um diagnóstico atual das finanças da empresa. Nesse momento, é preciso que você anote e avalie todos os detalhes da parte financeira da sua empresa, com informações como:

  • fluxo de caixa;
  • produtos vendidos a cada mês;
  • lucros mês a mês;
  • prejuízos mês a mês;
  • gasto básico mensal para manter a empresa em funcionamento (despesas totais);
  • gastos com fornecedores; etc.

Todas essas informações ajudarão a ter muito mais clareza a respeito de como estão as finanças da sua empresa atualmente.

Passo 02: Perspectiva para os próximos meses

Uma vez analisada a situação atual das suas finanças, é hora de criar um panorama com as perspectivas para os próximos meses.

Para isso, é preciso que você analise com calma como foram os lucros e gastos da sua empresa mês a mês nos últimos anos. Esse cuidado ajudará a identificar com facilidade algumas sazonalidades, permitindo que você se programe para suprir essas quedas no comércio e não prejudicar o caixa do seu negócio.

Quando analisar os anos anteriores, documente as perspectivas para os próximos meses, através de metas e expectativas baseadas em dados reais.

Passo 03: Situação do fluxo de caixa

Ao analisar as finanças da sua empresa e a condição atual, você também conseguirá perceber a situação do fluxo de caixa. Esse cuidado irá te ajudar a entender onde precisam ser criadas novas estratégias e como trabalhá-las para reverter a situação, no caso de um fluxo de caixa inapropriado.

Passo 04: Monitoramento de entrada e saída de dinheiro

Também é fundamental avaliar a entrada e saída de dinheiro da sua empresa. Para que você tenha mais controle, é interessante anotar diariamente tudo que entrou e tudo que saiu. Dentre essas anotações, você pode esclarecer qual a finalidade de cada gasto, quais produtos venderam mais, etc.

Essas informações também te ajudarão a entender:

  • o que está trazendo mais vendas;
  • o que está trazendo mais lucros;
  • onde estão os maiores gastos da sua empresa; etc.

Com isso em mãos, você poderá repensar alguns detalhes, como negociação com fornecedores, redução de custos, aumento do estoque para produtos específicos, etc.

Passo 05: Definição do pró-labore

Para evitar a mistura das finanças pessoais com finanças profissionais, é necessário que você defina o pró-labore.

O pró-labore é uma retirada mensal que funciona como um “salário” para os empreendedores e sócios de uma empresa. Dessa forma, eles terão sua fonte de renda separada, evitando assim que as finanças pessoais e profissionais se misturem todos os meses.

Claro que, ter um pró-labore não impede que empresários acabem desorganizando as finanças. No entanto, o ideal é que você aprenda a viver com o pró-labore recebido, a fim de separar o pessoal do profissional e evitar um dos erros mais comuns que levam empresas à falência.

Passo 06: Acompanhar todas as obrigações fiscais

Um outro erro muito comum entre os empreendedores e não estar 100% ciente de todas as obrigatoriedades fiscais.

As responsabilidades fiscais irão variar de acordo com o tipo de empresa e em qual regime fiscal elas se encaixam. Por isso, é preciso que você saiba em qual regime está inserido e confira tudo o que precisa ser feito, para fins fiscais, e garantir que os prazos serão cumpridos e todas as obrigações serão entregues da melhor forma possível.

Planejamento De Investimentos Para Empreendedores

Além de ser importante separar as finanças pessoais das finanças profissionais, é interessantíssimo realizar investimentos para conseguir ter uma tranquilidade financeira muito maior.

Os empreendedores podem (e devem) aprender a fazer o dinheiro trabalhar sozinho, e nada melhor que bons investimentos para conquistar um rendimento maior e alcançar a independência financeira.

Para isso, a melhor maneira de começar a investir é estudando a respeito de rendas fixas e variáveis, separando uma meta mensal de investimento e contando com empresas que podem auxiliar novos investidores no caminho do sucesso financeiro.

A Onze Investimentos é uma empresa especializada no mercado financeiro, cujo objetivo é mostrar para os brasileiros que é sim possível conquistar a tranquilidade e independência financeira através de investimentos e, claro, dos maravilhosos juros compostos.

O planejamento financeiro para empreendedor é fundamental. Como vimos ao longo desse artigo, é necessário que você tenha clareza para entender o momento atual da sua empresa, o momento atual das suas finanças pessoais e, a partir daí, traçar um caminho para a organização e o planejamento de um cenário muito mais positivo e próspero.

Gostou desse conteúdo e quer aprender mais sobre como elaborar um planejamento financeiro para empreendedor ou pessoa física? Siga-nos nas redes sociais!