Diagnóstico financeiro: controle melhor seu orçamento

Por admin

Diagnóstico financeiro

A maioria das pessoas até sabe que gasta mais do que deveria, mas poucos apostam na realização de um diagnóstico financeiro para equilibrar as contas. 

É como viver em negação: você sabe que o problema existe e que cedo ou tarde vai causar transtornos, mas segue a vida como se nada estivesse acontecendo. 

Se você está pronto para conhecer as suas finanças a fundo e melhorar sua saúde financeira, confira as dicas que separamos no artigo. 

Acompanhe!

O que é diagnóstico financeiro?

O diagnóstico financeiro é uma solução utilizada para mapear por completo o orçamento de uma empresa ou mesmo de uma família. Com ele, é possível entender qual é o patrimônio acumulado, a renda mensal, o volume de despesas e a porcentagem de dinheiro consumida em cada categoria.

Ou seja, é um verdadeiro raio-x das finanças, que permite projetar situações e avaliar mudanças necessárias.

Diagnóstico financeiro pessoal

No âmbito pessoal, conhecer o próprio orçamento também é fundamental para quem deseja ficar longe das dívidas e empréstimos. Além disso, é a chance de identificar oportunidades, seja para investimentos ou mesmo para economizar o dinheiro que vai ser usado na realização dos seus sonhos.

Diagnóstico financeiro na empresa

Para as empresas, realizar o diagnóstico financeiro periodicamente é uma atitude importante para garantir que o negócio se mantenha sustentável. Afinal, faturamento não é lucro, ou seja, as vendas até podem estar em crescimento, mas isso pouco resolve se o custo de produção tiver aumentado excessivamente.

Ter em mãos dados atualizados é a melhor maneira de fazer projeções mais seguras, que permitam até mesmo identificar a chegada de uma crise antes mesmo de ela ocorrer. 

Por que fazer um diagnóstico financeiro?

O principal motivo de se optar por fazer um diagnóstico desses é entender como vai a sua saúde financeira. Isso vai permitir que você:

  • Evite gastos desnecessários
  • Consuma de maneira mais consciente
  • Identifique oportunidades para investir o seu dinheiro
  • Reconheça hábitos que precisam ser alterados
  • Desenhe estratégias mais precisas para alcançar os seus objetivos.

Diagnóstico financeiro pessoal em 4 passos

Pronto para colocar o seu diagnóstico financeiro em prática? Acompanhe os 4 passos a seguir. 

1. Analise a sua renda

Quando falamos em analisar os valores relacionados à renda, é importante considerar os diversos impostos e descontos envolvidos. O valor descrito na carteira de trabalho, por exemplo, é bem diferente daquele que chega à conta. 

Por outro lado, não se esqueça de incluir outros valores que se somam mensalmente a sua renda, como aluguéis ou remunerações por serviços como autônomo. Até mesma vendas pequenas de objetos pessoais devem entrar.

E ainda que a análise seja feita mês a mês, é importante que ela abranja um período maior de tempo, como um semestre. Isso possibilita que se conheça melhor o cenário das suas contas, uma vez que há gastos sazonais – que aparecem apenas em determinados períodos, como o seguro do carro, o IPTU e o IPVA.

2. Identifique o volume de despesas

Exatamente como fez no passo anterior, agora é o momento para identificar todas as despesas, inclusive as mais banais. O aplicativo do seu banco vai ser um importante aliado neste momento, oferecendo um extrato completo das movimentações na conta corrente e também das despesas acumuladas no cartão de crédito. 

Repita a análise durante o mesmo período escolhido para a etapa de avaliação da renda. Caso esteja pagando juros por algo, inclua os valores – e já anote mentalmente a necessidade de rever esse hábito.

3. Separe as despesas em categorias 

Quando olhamos para os números absolutos, pode parecer difícil entender como gastamos tanto. Então, a dica é separar os valores em categorias, para facilitar a visualização. 

Algumas opções recorrentes são moradia, transporte, alimentação, vestuário, presentes, academia e farmácia. No entanto, você pode personalizar de acordo com a sua realidade.

4. Avalie oportunidades de melhorar os números

Se, na etapa anterior, você perceber que está gastando de maneira desproporcional com transporte, talvez esteja na hora de pensar em rever alguns hábitos. Entre seguro, IPVA e combustível, o uso diário do carro pode não estar compensando. 

Ter essa informação em mãos vai ajudar na hora de repensar hábitos e descobrir oportunidades, como pegar carona com um colega que mora perto de vez em quando ou mesmo utilizar mais o transporte público.

O que fazer com os resultados do diagnóstico financeiro?

Depois de finalizadas as etapas descritas acima, você vai ter um mapa completo de como estão as suas finanças. No último passo, já vai ter identificado oportunidades para tornar o uso do seu dinheiro mais eficiente. 

Agora, o importante é não deixar que isso se perca. Para que o diagnóstico financeiro faça sentido, seus resultados precisam promover mudanças. O primeiro ponto é se comprometer em montar um planejamento financeiro

Ele vai ser responsável por orientar os seus próximos passos e definir ações necessárias para chegar até os seus objetivos. Ao identificar que você consegue economizar um valor fixo todos os meses, por exemplo, é possível se propor a pensar no futuro e iniciar um investimento de previdência privada

A Onze conta com planos patrocinados para o público corporativo que favorecem a economia mensal e a promoção da saúde financeira. Entre em contato com o nosso time de especialistas agora mesmo!