Empresas listadas na B3: as donas das ações da bolsa brasileira

Por Redação Onze

Empresas dos mais variados tamanhos e segmentos optam por entrar no mercado de capitais em busca de novas oportunidades.

Entretanto, o processo para ser uma das empresas listadas na B3 requer tempo, além da implantação de normas relacionadas à governança corporativa. 



O que uma empresa precisa para ser listada na B3

Para operar na bolsa de valores, é necessário que a empresa passe por algumas mudanças. Um dos primeiros passos é realizar o processo de Oferta Pública Inicial (IOP), procedimento para abrir capital e distribuir ações na bolsa de valores. Ao optar pelo IOP, os proprietários renunciam de parte da empresa em favor de acionistas em geral. 

Para isso, a companhia deve deixar de ser limitada (Ltda) para tornar-se uma sociedade anônima (S/A). Dessa maneira, as negociações ocorrem através da bolsa de valores, e quem compra as ações são investidores anônimos. 

No Brasil, a responsável por operar a bolsa de valores é a B3 – antes conhecida como Bovespa. A empresa exige que as companhias cumpram uma série de pré-requisitos para entrar no mercado de capitais. 

As condições estão relacionadas à divulgação de informações (financeiras ou não), à estrutura societária, acionária, percentual de ações em circulação e aos aspectos de governança corporativa. 

Dependendo do perfil de governança corporativa adotado pela empresa, ela vai se enquadrar em um dos seguintes segmentos de listagem: Novo Mercado, Nível 1, Nível 2, Bovespa Mais e Bovespa Mais Nível 2. Esses segmentos contém regras específicas e são direcionados para diferentes perfis de negócios.

O Novo Mercado, por exemplo, reúne as ações de empresas abertas com os melhores níveis de governança corporativa. A adesão é voluntária e implica na implantação das seguintes regras: 

– Mínimo de 2 ou 20% de conselheiros independentes;

– Capital composto exclusivamente por ações ordinárias com direito a voto;

– Instalar áreas de Auditoria Interna e das funções de Compliance e Comitê de Auditoria;

– Divulgação mensal das negociações com valores mobiliários de emissão da empresa pelos acionistas controladores.

Além dessas, existem outras determinações para fazer parte do Novo Mercado. Com tantas classificações distintas e conceitos para entender, deve-se procurar informações e avaliar quais empresas com ações na bolsa merecem um investimento

Quais são as empresas listadas na B3

O número de empresas listadas na B3 é de mais de 300 companhias.  Conheça algumas delas:

Bens industriais: American Express, Azul, Banco Pan, Bardella, Boeing, Caterpillar, ExxonMobil, Fedex Corp, GOL, Johnson, Marcopolo, Schulz, Suzano Holding, Unipar, Vale, Weg

Consumo cíclico: Amazon, Arezzo, Cia Hering, CVC, Grendene, Karsten, Localiza, Lojas Americanas, Lojas Renner, Magazine Luiza, Marisa, Mundial, Netflix, Nike, Smiles

Consumo não cíclico: Avon, CAMIL, Colgate, Natura, Pão de Açúcar, Starbucks, Walmart

Financeiro: 3M, Banco Inter, Banco Pan, Banrisul, BMG, Citigroup, Iguatemi, Itaú, Mastercard, Porto Seguro, Santander, Visa

Materiais básicos: Arcelor, Bradespar, Braskem, Celul Irani, CSN, Eucatex, Ferbasa, Freeport, Gerdau, Klabin S/A, MMX Mineração, Suzano Papel, Unipar, Vale

Petróleo, Gás e Biocombustíveis: Chevron, Exxon Mobil, OSX Brasil, Petrobras, PETRORIO, Ultrapar

Saúde: Baumer, Biomm, Dimed, Fleury, Johnson, OdontoPrev

Tecnologia da informação: Apple, IBM, Locaweb, Microsoft, Positivo Inf, Xerox

Telecomunicações: Att Inc, OI, Telebras, Telefônica Brasil, Tim, Verizon

Utilidade pública: Casan, Celpe, Cemig, CESP, Comgás, Renova

Outros: Atompar, Betapart, CCX, Cemepe, Mauá Capital, Perfin, Philip Morris, Tellus Properties, Walt Disney, XP Properties

A diversidade de negócios contempla os mais diferentes tipos de investidores, além de trazer um leque maior de escolhas para quem deseja comprar ações na bolsa de valores. 

Como acompanhar o desempenho das empresas listadas na B3

Os índices são a melhor forma de acompanhar a performance das empresas listadas na B3. Eles agrupam um número menor e seleto de ações que representam todo o mercado. É o caso do Ibovespa, por exemplo.

Além do IBOV, o Índice Brasil 50 (IBrX-50) e o índice Brasil 100 (IBrX-100) também são amplos e selecionam as ações conforme a sua liquidez. 

Para acompanhar esses e outros indicadores do mercado de ações, basta acessar o site da B3. Por ser uma plataforma oficial, é a mais indicada para conferir os preços e cotações da bolsa de valores.