EVP – Employee Value Proposition para atrair e reter talentos

Por Redação Onze

EVP

O EVP é um conceito indispensável para empresas que querem se destacar perante os profissionais do mercado. É por meio do employee value proposition, ou proposta de valor ao colaborador, que o negócio atrai e retém talentos ao entregar uma excelente experiência de trabalho.

Cada empresa tem um EVP único. Por isso, pode ser desafiador encontrar os seus principais fatores de destaque. Mas é uma tarefa necessária, já que, sem essa proposta, o negócio fica mais suscetível à alta rotatividade e ao menor engajamento dos colaboradores.

Para ajudar nesse desafio, elaboramos este guia com cinco passos essenciais para construir um EVP que fortaleça de verdade a imagem da empresa no mercado de trabalho. Acompanhe.

O que é EVP, o Employee Value Proposition

EVP é a sigla para employee value proposition, ou proposta de valor ao colaborador, na tradução para o português. Na prática, o conceito pode ser definido como o diferencial que a organização entrega para o funcionário e que a torna um excelente local de trabalho.

Em outras palavras, é aquilo que motiva o colaborador a trabalhar na empresa e faz com que este se sinta satisfeito e engajado para contribuir com os resultados organizacionais. Para isso, o EVP deve abranger diversos fatores, como cultura organizacional forte, plano de benefícios e ambiente de trabalho saudável, por exemplo.

Justamente por isso, o EVP é essencial para reter talentos na equipe. Segundo um levantamento da consultoria Gartner, empresas que entregam um EVP eficaz podem diminuir o índice de rotatividade anual em quase 70% e aumentar o comprometimento de novos contratados em quase 30%.

Portanto, essa ferramenta é uma parte da estratégia de gestão de talentos. Se for bem aplicada, permite reter os melhores profissionais do mercado, criar equipes de alta performance e elevar os resultados da empresa.

Impactos do EVP na gestão de talentos

Para compreender melhor a importância do EVP, conheça a seguir quatro vantagens que ele proporciona à gestão de talentos:

1. Retenção de talentos

Como já explicamos, a retenção de talentos é um benefício direto do EVP. Quando os níveis de rotatividade caem, a empresa também gasta menos. Afinal, custos relativos a demissões, contratações e treinamentos caem na mesma proporção que o turnover.

2. Ganho de produtividade

Outro impacto do EVP é o ganho de produtividade. Isso se deve à satisfação e motivação que os colaboradores sentem quando a empresa entrega um diferencial como local de trabalho. O engajamento com a conquista de objetivos organizacionais também cresce.

3. Melhoria no clima organizacional

Com colaboradores mais motivados e satisfeitos, a tendência é que aumente a sinergia da empresa como um todo. Por isso, um reflexo da implementação do EVP é a melhoria no clima organizacional, contribuindo para a criação de um ambiente de trabalho saudável, com abertura ao diálogo e ao trabalho em equipe.

4. Fortalecimento do employer branding

O employer branding, a reputação da marca como empregadora, também se fortalece quando a empresa oferece um EVP. Afinal, colaboradores satisfeitos tendem a falar bem do negócio para outros profissionais. Além de melhorar a imagem da organização no mercado, fica mais fácil atrair talentos dessa forma.

Como criar seu programa de EVP

A partir de agora, você vai aprender a elaborar o EVP da sua empresa para ter acesso a todos os benefícios que citamos acima. Confira:

1. Defina a ideia central do EVP

O passo inicial é encontrar, de fato, o EVP da empresa. Reflita sobre o diferencial que ela oferece aos colaboradores. Um ambiente saudável e acolhedor? Um plano de benefícios robusto? Oportunidades de carreira? Cada empresa tem um EVP único. Por isso, faça uma reflexão honesta.

2. Pesquise a opinião dos colaboradores

Em artigo para a revista Forbes, Nicole Dorskind, diretora geral da América do Norte da empresa ThirtyThree, destaca a autenticidade como um fator imprescindível no EVP. Segundo ela, uma proposta de valor sólida é baseada em pesquisas e consultas internas.

“Um programa de pesquisa imersivo chegará ao cerne da sua marca empregadora e ao fator pelo qual a sua organização se destaca”, afirma a autora.

3. Ofereça plano de benefícios

Benefícios também são essenciais no EVP, pois eles funcionam como uma forma de valorizar colaboradores e tornar os cargos mais atraentes. A dica é investir em vantagens que diferenciam a sua empresa da concorrência. Além dos benefícios, oferecer plano de carreira e oportunidades reais de crescimento é uma boa estratégia.

4. Crie uma segmentação

Segmentar o EVP para diferentes cargos e níveis da organização é outro passo importante. É o que diz a coach de carreira Eva Wislow, em artigo para o site da plataforma Smarp. Ela explica como isso pode ser aplicado na prática a partir de dois exemplos:

  • O EVP para recém-formados valoriza fatores como crescimento de carreira, ambiente descontraído e experiência positiva
  • O EVP para profissionais com experiência valoriza fatores como estabilidade de carreira e equilíbrio entre trabalho e carreira.

5. Divulgue o EVP

Com a definição do EVP a partir dos passos anteriores, você precisa comunicá-lo a todos os colaboradores e profissionais do mercado. Por isso, é interessante criar uma estratégia de divulgação em materiais da empresa nas redes sociais, site ou páginas web dedicadas a processos de seleção, por exemplo.

Gostou do artigo? Então acesse o site da Onze e confira outros conteúdos sobre o assunto.