Melhor lugar para trabalhar: 4 dicas para conquistar o selo Great Place to Work

Por Redação Onze

Great Place to Work

Quem atua na área de Gestão de Recursos Humanos está constantemente em busca desse reconhecimento. Afinal, feedbacks positivos se estendem pelas fronteiras da empresa e são um verdadeiro plus na hora da atração de talentos.

No mercado, o selo Great Place to Work serve como um indicador dessas organizações. Através de sua certificação, as companhias se destacam como ótimos locais para se trabalhar. O ranking é resultado de uma análise criteriosa, mas não impossível.

Quer saber como conquistar o próximo título? Confira nosso artigo.

O que é e quem faz o Great Place to Work?

Muita gente conhece o Great Place to Work pelo selo exibido pelas empresas eleitas como as melhores para se trabalhar. No entanto, a marca vai além desse título. O Great Place to Work, ou GPTW, é, na verdade, um instituto fundado por um jornalista americano na década de 1980.

Após entrevistar diversos colaboradores pelos Estados Unidos, o jornalista Robert Levering percebeu que, mesmo em meio a falhas, havia satisfação entre o time. Isso fez com que ele fundasse o GPTW, que funciona como uma consultoria global para auxiliar empresas a alcançarem bons resultados.

Por conta do acúmulo de experiência em contribuir com o desenvolvimento das organizações, o GPTW se tornou um selo de qualidade. Seu objetivo é reconhecer, entre as milhares de empresas por todo o mundo, quais se destacam por pontos como cultura, nível de confiança e de satisfação dos colaboradores.

Leia mais: Como gerar bons resultados com um RH estratégico

Diferenciais e benefícios de uma empresa com selo Great Place to Work

É comum que as áreas de RH e Gestão de Pessoas pensem em estratégias para ranquear positivamente suas empresas no mercado. Por outro lado, é comum que potenciais candidatos busquem por empresas bem-posicionadas.

Mas quais são os diferenciais que tornam uma empresa de fato boa?

O questionário GPTW que avalia o potencial das organizações é pautado por cinco cenários, definidos da seguinte maneira:

  • Camaradagem: relação de proximidade e companheirismo entre os profissionais;
  • Credibilidade: confiança que os colaboradores têm em seus líderes;
  • Imparcialidade: tratamento imparcial e igualitário do time;
  • Orgulho: nível de orgulho que os colaboradores sentem por pertencer à empresa;
  • Respeito: sensação de respeito e valorização do ponto de vista profissional e pessoal.

Quando os colaboradores identificam todos esses pontos na empresa em que trabalham, isso significa que a organização oferece um ambiente agradável e seguro. Entende-se que na empresa há respeito e liberdade para a discussão de ideais e a criação de valores. Isso é o que torna uma empresa ótima para se trabalhar.

Benefício em ser uma empresa Great Place to Work

Além da evidente vantagem de poder se intitular como uma ótima empresa para se trabalhar, existe uma série de outros benefícios que uma companhia com essa certificação pode colher. Entre elas, a facilidade que o time de Recursos Humanos encontra na atração e retenção de talentos.

Internamente, as vantagens também se refletem em uma equipe unida e motivada, e cuja produtividade se mantém frequentemente acima do nível.

Como conquistar o selo Great Place to Work

O selo GPTW não é concedido por uma banca de avaliadores. Na verdade, ele é concedido pelo próprio time da empresa. Isso significa que o título é apenas um reflexo da organização e da cultura presentes na rotina das empresas e que são percebidas pelos colaboradores.

As impressões são colhidas através de um questionário de clima organizacional. As empresas com índice médio de satisfação acima de 70% recebem o selo.

Mas como conquistar esse selo para a sua empresa?

Confira algumas dicas:

Tenha uma cultura organizacional

Não basta você buscar por um colaborador com valores no mercado se a sua empresa não os possui. A cultura organizacional funciona como norteadora dos pensamentos da empresa e como eles devem estar alinhados com o comportamento do time. Com uma cultura organizacional bem definida, atingir esse colaborador durante a etapa de recrutamento se torna mais fácil.

Seja transparente e desenvolva o seu time

A comunicação – ou a falta dela – é uma das grandes deficiências das organizações. Quando um líder não repassa as informações corretamente ou deixa de fornecê-las, a confiança entre ele e seu time é quebrada e o desempenho tende a ser comprometido.

Exija dos líderes clareza nas ideias e nos objetivos e incentive a cultura de feedbacks e de desenvolvimento, através de cursos e treinamentos, por exemplo.

Peça feedbacks

O caminho da transparência deve ser bilateral. Por isso, extrair do seu time a visão que eles têm sobre a empresa é uma excelente maneira de fazer as calibragens corretas e se manter sempre alinhada às expectativas e necessidades dos colaboradores.

Ofereça bons benefícios

E isso não significa necessariamente um salário alto. Benefícios bons são aqueles que demonstram ao colaborador que a empresa está preocupada com o seu bem-estar. Bons benefícios estão alinhados com as necessidades individuais e com as transformações da sociedade. Um exemplo é uma licença maternidade estendida para mães e pais, assim como auxílio psicológico e plano de saúde.



Sobre a Onze

Agora que você já sabe como iniciar a busca pelo selo GPTW, que tal começar oferecendo bons benefícios? Com a Onze, a saúde financeira do seu time está garantida através de uma plataforma especializada. Saiba mais!