Entenda a importância da planilha de custos para o recrutamento e seleção de talentos e saiba como montar uma

Por Redação Onze

planilha de custos recrutamento e seleção de talentos

Encontrar o melhor profissional para integrar sua empresa é uma tarefa delicada que, além de exigir o investimento de tempo e dinheiro para recrutar e selecionar talentos, pode abalar a produtividade e o próprio orçamento da organização – especialmente se a contratação for mal sucedida e o profissional deixar o cargo em pouco tempo.

Sem um bom planejamento, são grandes as chances disto acontecer: você desperdiça dinheiro em divulgação nos canais errados, perde tempo com candidatos inadequados e ainda corre o risco de contratar alguém que logo irá embora. Mas é possível evitar esse atraso financeiro com a planilha de custos de recrutamento e seleção de talentos.

Continue com a gente para entender a importância da planilha de custos no recrutamento e seleção de talentos e aprenda como montar uma!

O que o RH deve analisar no recrutamento e seleção de talentos?

Na hora de executar o processo de recrutamento e seleção de talentos, o profissional de RH deve saber exatamente qual é o perfil técnico e comportamental que a empresa está buscando e ser o mais assertivo possível em sua missão. Para tanto, ele deve considerar e analisar uma série de fatores:

– As qualificações técnicas e a experiência do candidato são adequadas à vaga?

– O perfil emocional e comportamental do candidato se encaixa na cultura organizacional da empresa?

– As indicações e referências do candidato foram checadas e correspondem à realidade?

– A empresa está oferecendo salário, benefícios corporativos e um plano de carreira capazes não só de atrair mas também reter os profissionais mais talentosos?

– Estão sendo utilizadas ferramentas digitais para facilitar a triagem e aprimorar o processo seletivo?

Se o RH não levar em conta essas questões para recrutar e selecionar talentos de maneira estratégica, a empresa sentirá em diversas esferas os impactos do processo mal realizado – especialmente nas finanças, na produtividade e no engajamento da equipe. Para piorar, sua empresa pode adquirir a imagem de má empregadora e até os clientes podem ficar insatisfeitos.

Os custos de recrutar e selecionar talentos

O alto índice de turnover é um dos maiores causadores de problemas financeiros nas empresas: ao perder um colaborador, a organização precisa arcar não somente com os direitos trabalhistas do profissional como também se vê forçada a iniciar todo o processo de recrutamento e seleção de talentos mais uma vez.

Assim, se desperdiça todo o tempo e dinheiro que foi investido no processo anterior e na contratação e no treinamento do profissional que acabou desligado.

Confira abaixo as principais etapas e os custos (segundo levantamento do Huffington Post) para recrutar e selecionar talentos:

– Divulgação da vaga: Para atrair os melhores talentos, é preciso divulgar nos canais certos a vaga, as qualificações exigidas, o salário e os benefícios corporativos. Gasta-se tempo para elaborar e postar o anúncio e pode ser preciso investir entre R $60 e R $600 para anunciar em sites de recrutamento e em redes sociais como o LinkedIn.

– Filtragem dos profissionais: Quando são recebidas dezenas de currículos de interessados na vaga, a filtragem manual dos melhores candidatos pode levar em torno de 24 horas e gerar um custo de R $1 mil. O uso de ferramentas digitais pode agilizar e baratear a filtragem.

– Pré-seleção dos melhores candidatos: Nesta etapa, o profissional de RH entra em contato com os candidatos que seguem na seleção para tirar dúvidas e informá-los sobre as próximas etapas – o que leva cerca de 4 horas e pode custar quase R $500.

– Entrevistas e aplicação de testes: Mesmo que todas as entrevistas e testes sejam feitos no mesmo dia, seus colaboradores perdem horas avaliando e conversando com os candidatos. O tempo gasto varia entre 8h e 15h e pode custar quase R $700.

– Avaliação dos resultados e conclusão: Chegou a hora de compilar os resultados, checar as referências e decidir quem é o escolhido. Mas não acaba aí: também é preciso dar um retorno aos demais candidatos. Essa etapa pode levar mais de 8h a um custo de quase R $400.

No fim das contas, são investidas mais de 50 horas no recrutamento e seleção de talentos a um custo que gira entre R $2 mil e R $3 mil – ou mais.

Otimize o processo com a planilha de custos de recrutamento e seleção de talentos

Criar uma planilha de custos para recrutamento e seleção de talentos torna o processo mais fácil, eficaz e econômico: ela permite que o RH registre os custos de cada etapa e identifique quais investimentos estão dando retorno e quais precisam melhorar. Além disso, com a planilha fica mais fácil cortar os gastos que não estão dando certo.

A melhor maneira de montar uma boa planilha de custos é recorrendo às ferramentas tecnológicas de recrutamento e seleção que estão à disposição no meio digital. Além de unificar todos os dados sobre os interessados e os custos que sua empresa tem, elas automatizam a filtragem, a pré-seleção, a aplicação de testes e fornecem até feedback para os candidatos.

Sobre a Onze

Oferecer os melhores benefícios corporativos do mercado é a maneira ideal para atrair os melhores profissionais e retê-los na sua organização. Ao ganharem segurança, saúde financeira e crescimento patrimonial, os grandes talentos também se sentem mais motivados e engajados com a sua marca.

É exatamente essa possibilidade que a Onze cria com benefícios como a Previdência Privada Empresarial – um atrativo que faz toda a diferença na hora de recrutar e selecionar os melhores talentos.