Conheça os principais erros que o RH comete no recrutamento e seleção de talentos e saiba como evitá-los

Por Redação Onze

recrutamento e seleção de talentos

O recrutamento e seleção de talentos tornou-se um diferencial capital para as empresas que o fazem da maneira correta. Atrair o interesse dos melhores profissionais e selecionar aqueles que melhor se encaixam na vaga e na cultura da empresa é um grande passo para superar a concorrência.

Não é, porém, um processo simples de ser executado.

Dividido em duas grandes etapas, o recrutamento e seleção de talentos envolve atividades como a seleção de currículos, o recrutamento de candidatos (ocasionalmente feito por headhunters), a entrevista e a análise comportamental para, enfim, selecionar o melhor profissional.

Cada uma destas etapas traz consigo exigências e armadilhas que podem induzir o setor de RH a cometer equívocos determinantes na hora de fazer a escolha certa – siga conosco para conhecer os principais erros que o RH comete no recrutamento e seleção de talentos e saiba como evitá-los!

Os principais erros do RH no recrutamento e seleção

Fazer o recrutamento e seleção de talentos exige planejamento estratégico por parte do setor de RH: não se pode mais preencher as vagas de maneira aleatória ou apenas fazer um anúncio e torcer para que bons profissionais se interessem e apareçam. É preciso ter assertividade na escolha e levar em conta todos os fatores envolvidos.

Veja os erros mais comuns que o RH comete ao recrutar e selecionar talentos:

  • Não definir de antemão o perfil de profissional ideal e as competências necessárias para ocupar a vaga em questão;
  • Não oferecer condições, benefícios corporativos e planos de carreira que atraiam os melhores profissionais;
  • Não utilizar o apoio das ferramentas digitais para aprimorar a triagem de candidatos;
  • Não checar as referências e indicações do candidato;
  • Não levar em conta a personalidade e o comportamento do candidato em relação à cultura organizacional da empresa;
  • Não realizar testes de habilidades e entrevistas com as perguntas certas para assegurar a melhor escolha.

Quando o setor de RH comete estes e outros equívocos comuns, são grandes as chances de ocorrer uma contratação mal sucedida – o que resultará em baixa produtividade, desperdício de tempo e recursos com treinamento, prejuízos com o inevitável turnover e, principalmente, a necessidade de começar todo o processo de recrutamento e seleção mais uma vez.

Job description: como criar um anúncio de vaga adequado

A descrição da vaga, ou job description, é uma das etapas fundamentais da atração de talentos: ela deve descrever com precisão não apenas a função e as atividades que se esperam do profissional como também listar a remuneração salarial, as oportunidades de crescimento e os benefícios corporativos que a empresa tem a oferecer.

Veja o que não pode faltar no anúncio da vaga:

  • Apresente a empresa e sua cultura organizacional de forma atraente e seja objetivo na descrição da vaga;
  • Indique o objetivo do cargo e as responsabilidades que o profissional terá;
  • Liste as qualificações que o profissional precisa apresentar para ocupá-la;
  • Informe a logística da função (se é presencial/online, local da empresa, etc.), o salário, as oportunidades de crescimento e os benefícios corporativos oferecidos.

Importância dos benefícios corporativos

Oferecer benefícios corporativos é, a propósito, a melhor maneira de refinar o recrutamento e seleção de talentos. Hoje, os grandes profissionais buscam ter não apenas uma carreira sólida como também garantias de que podem evoluir o próprio patrimônio. A saúde financeira é, afinal, a maior preocupação dos grandes talentos.

A valorização do profissional reflete-se na própria imagem da empresa e no interesse que ela provoca: em 2021, as 10 empresas dos sonhos dos grandes talentos em todas as fases da carreira – jovens, gerentes e alta liderança – são aquelas que fazem o profissional sentir-se bem acolhido.

O papel da tecnologia no recrutamento e seleção

Independentemente do nível da vaga – júnior, pleno ou sênior – é sempre um desafio identificar se o candidato é suficientemente capacitado para ocupá-la. A solução está na tecnologia: softwares avançados e ferramentas automatizadas de triagem, seleção e entrevista facilitam a busca e identificam com velocidade e exatidão os profissionais mais indicados para trabalhar na sua empresa.

Sobre a Onze

O estresse financeiro dos colaboradores causa baixa produtividade, falta de engajamento e provoca grandes prejuízos com turnover nas empresas. Além disso, os grandes talentos querem trabalhar em organizações onde se sentem valorizados e com a segurança patrimonial assegurada.

É por isso que a Onze oferece os benefícios corporativos mais cobiçados pelos grandes talentos – como a Previdência Privada Empresarial, o benefício mais desejado por profissionais que recebem acima de R $6 mil e segundo mais desejado por profissionais que ganham acima de R $3 mil.

Valorizar seus funcionários é a garantia de que os grandes talentos estarão sempre correndo atrás de uma vaga na sua empresa.