Recrutamento especializado: o que é, como funciona e por que contratar

Por Redação Onze

recrutamento especializado

Como funciona o recrutamento especializado

Na hora de contratar um funcionário novo, independentemente da vaga, o ideal é que uma empresa acerte na escolha. Para isso, precisa evitar erros que muitas vezes acontecem na fase de seleção de currículos e também durante as entrevistas.

No entanto, a maioria das organizações possuem cargos gerenciais e estratégicos, que demandam ainda mais cuidado na contratação, e para isto o recrutamento especializado é a melhor alternativa.

O método, que costuma ser executado por empresas de consultoria, consiste num processo seletivo no qual os candidatos são avaliados por profissionais da mesma área.

Na prática, o recrutador de um advogado, por exemplo, será um profissional de Direito; enquanto o de um engenheiro será uma pessoa formada em Engenharia, e assim respectivamente. Em todos os casos, eles fazem alinhamento prévio com a empresa, e utilizam técnicas para verificar a motivação, expectativas, fit cultural, entre outras características importantes do candidato.

Geralmente, esse tipo de serviço é adotado por instituições de grande porte para ocupar cargos importantes como gerentes e funcionários de tecnologia da informação. Mas, o método também é recomendado para empresas pequenas com equipes mais enxutas, como as startups, que na maioria das vezes não possuem uma área de recursos humanos estruturada, e nem possuem tempo para perder com contratações erradas.

Quais são os principais benefícios do recrutamento especializado

Atualmente, o recrutamento especializado é uma forma mais eficaz em contratações que sejam mais estratégicas para a empresa. Confira abaixo os principais benefícios:

Maior agilidade

Reduz a burocracia e a lentidão dos processos seletivos, já que a triagem de currículos e entrevistas são executadas por terceiros, e contam ainda com o emprego de tecnologias que conferem mais rapidez na escolha.

Avaliação técnica

Ajuda a detectar habilidades técnicas, que sejam fundamentais para o desenvolvimento da função, e que num processo seletivo convencional, o recrutador não teria bagagem profissional suficiente para identificá-las.

Alinhamento cultural

Diminui o tempo e também o esforço da empresa em moldar e treinar o funcionário, porque a isenção do recrutador e a visão externa que ele tem do negócio, o ajudam na hora de encontrar pessoas mais alinhadas ao fit cultural.

Controle do turnover

Como se trata de uma escolha mais certeira, ele melhora a retenção de colaboradores, diminuindo assim os altos índices de rotatividade, que podem prejudicar a produtividade da empresa e ainda gerar despesas.

Redução de custos

Por reter mais funcionários, o recrutamento especializado evita todas as despesas decorrentes de rescisões contratuais com CLT, processo seletivo para substituir funções, além de treinamento e preparação de novos colaboradores.

Menos falhas

Como é feito de forma aprofundada, o método ajuda a evitar falhas como escolha de perfis que não tenham as competências necessárias, ou que não estejam alinhados à cultura da empresa.

Qual a forma de aplicar o recrutamento especializado?

De acordo com estudo publicado pela Harvard Business, empresas que desenvolvem boas práticas de seleção como o recrutamento especializado, por exemplo, são em média 51% mais competitivas no mercado. Mas, antes de adotar essa medida, é importante entender a forma correta de usá-la para ter resultados mais eficazes na contratação.

O primeiro passo é escolher bem a consultoria que fará o trabalho de recrutamento e seleção. Após a escolha, o ideal é que seja feita uma reunião de alinhamento entre o recrutador e a empresa para definir todas as etapas do processo.

Nesta fase também é muito importante que seja estabelecido quais competências técnicas e comportamentais o profissional especialista deverá identificar durante a triagem dos candidatos.
Como esse método será aplicado com profissionais mais estratégicos para organização, vale frisar que munir o recrutador de boas ferramentas para abordar o candidato, pode fazer a diferença no processo. Ter uma reputação positiva como marca empregadora é um dos elementos que podem ajudar bastante na atração de novos talentos.

Como a Onze faz a diferença na hora do recrutamento?

Fortalecer a reputação da empresa como marca empregadora faz a diferença na hora de recrutar bons profissionais. Para isto, uma estratégia eficiente é ter um pacote de benefícios atrativo, como a Previdência Privada Corporativa da Onze, que é uma excelente alternativa B2B para instituições oferecerem aos seus colaboradores.

Quer saber mais informações sobre a Previdência Privada Corporativa da Onze, entre em contato conosco e veja como a solução pode ajudar na atração de mais talentos.

Leia também