Teste de atenção concentrada: o que é e como fazer

Por Redação Onze

teste de atenção concentrada

Quais estratégias sua empresa adota na hora de encontrar o candidato ideal para uma vaga importante? Entre as ferramentas de recrutamento e seleção empregadas por profissionais de RH, o teste de atenção concentrada é considerado um dos melhores aliados porque dá mais agilidade e assertividade ao processo seletivo. No entanto, há cuidados importantes que devem ser tomados para tirar maior proveito deste método, e obter mais resultados.

Como funciona e quais as vantagens do teste de atenção concentrada

Ter assertividade no processo de recrutamento e seleção é uma das maiores preocupações da área de recursos humanos quando se trata de encontrar o profissional adequado para a empresa. Contratações eficazes evitam altos índices de turnover, e também garantem maior produtividade. Como a triagem de currículos e as entrevistas nem sempre são suficientes para avaliar um candidato, os testes psicológicos podem suprir essa necessidade.

O teste de atenção concentrada, também conhecido como teste AC, é um das ferramentas utilizadas pelos recrutadores, e basicamente consiste em medir por um determinado tempo a capacidade de atenção e concentração do candidato durante uma atividade.

O método ajuda a avaliar a habilidade cognitiva e ainda evidencia características comportamentais como a paciência, por exemplo. Além disso, o teste permite saber se o candidato costuma ser detalhista em suas funções e mostra seu raciocínio lógico na execução de tarefas.

Embora possa variar de uma empresa para outra, conforme as necessidades de cada uma, geralmente o teste AC é realizado por profissionais de psicologia. Durante sua aplicação, o participante do processo seletivo recebe uma folha com diferentes formas geométricas, devendo observar os desenhos e identificar qual seria a sequência mais provável. Tudo isso em um tempo pré-determinado e num espaço previamente preparado.

Quando e como o teste deve ser utilizado

Este tipo de teste pode ser aplicado tanto de forma individual quanto em grupo, é bastante indicado aos recrutadores quando a empresa precisa ocupar vagas que demandam raciocínio lógico e concentração durante o exercício da função. É o caso dos engenheiros, profissionais de TI, comunicação e marketing, por exemplo.

Para maior eficácia, é importante que o resultado do teste de concentração seja associado a outros tipos de avaliação. Entre eles, podemos destacar:

  • O teste palográfico, geralmente usado para medir características comportamentais por meio da grafia da pessoa;
  • As provas com metodologia DISC que ajudam a mensurar pontos fracos e fortes do candidato; e
  • As dinâmicas de grupo, que permitem entender como o profissional age em equipe.

Contudo, antes de aplicar todos esses testes é fundamental que a equipe de RH já tenha estabelecido qual será o peso de cada etapa no processo. Isso é necessário para que os resultados ajudem a escolher o candidato mais adequado para ocupar a vaga em aberto.

Três cuidados básicos na aplicação do teste de atenção concentrada

Para que a escolha do funcionário seja feita de forma eficiente e justa, há três cuidados básicos que não podem faltar na aplicação do teste de atenção concentrada. São eles:

  1. Escolha do local: Antes da aplicação, é preciso definir um local que seja favorável para o teste. Ambientes com muito ruído e grande circulação de pessoas podem atrapalhar o candidato, influenciando negativamente em sua avaliação. Iluminação e temperatura também são detalhes a serem observados antes do teste.
  2. Orientação ao candidato: Ofereça todas as informações necessárias para que o participante faça o teste com segurança. Certifique-se de que ele entendeu o que deve ser feito, e tente acalmá-lo para que tenha uma boa performance.
  3. Avaliação dos resultados: Como já foi pontuado, potencialize a análise do candidato com a aplicação de testes complementares, que permitam entender o perfil com mais precisão e assertividade, e assim auxiliar na escolha.



Como a Onze faz a diferença na hora do recrutamento?

De modo geral, quando o processo de recrutamento e seleção é bem organizado, e conta com estratégias como a aplicação de teste de atenção concentrada, entre outros métodos, é possível ter uma maior eficácia na escolha do candidato ideal para uma vaga.

No entanto, fortalecer a reputação da empresa como marca empregadora também faz a diferença na hora de recrutar bons profissionais. Para isso, uma estratégia eficiente é ter um pacote de benefícios atrativo, como a Previdência Privada Corporativa da Onze, uma excelente alternativa B2B para instituições oferecerem aos seus colaboradores.

Quer saber mais informações sobre a Previdência Privada Corporativa da Onze, entre em contato conosco e veja como a solução pode ajudar na atração de mais talentos.