Futuro do trabalho: como sua empresa deve se preparar

Por Redação Onze

Futuro do trabalho

Como você imagina como será o futuro do trabalho? O jeito como sua empresa trabalha hoje será o mesmo de amanhã? Se depender dos avanços tecnológicos da sociedade, entre outros fatores como globalização, envelhecimento da população, conflito de gerações, mudanças climáticas, o mundo corporativo sempre passará por transformações.

Entre as principais mudanças do mercado de trabalho, temos visto o surgimento e também a valorização de profissões mais alinhadas às necessidades atuais, enquanto outras estão perdendo a relevância. A crise sanitária provocada pela pandemia da Covid-19 nos últimos anos também forçou a adaptação de muitas empresas à uma nova realidade.

Neste cenário, o que esperar do futuro? Quais serão as próximas transformações do mercado? E como as empresas devem se preparar para lidar com elas? Neste artigo, abordamos o tema, e apontamos o que está por vir nos próximos anos. Confira!

O que é o futuro do trabalho?

Primeiramente, vale destacar que esse futuro não é algo distante, e já está se tornando uma realidade. Por conta da pandemia da Covid-19, vimos diversas mudanças ocorrerem no modelo de trabalho. Hoje é comum nos depararmos com empresas que adotaram o modelo híbrido, no qual o colaborador passa parte da semana em home office e outra parte na empresa.

O modelo de contratação também passou por transformações, e agora muitas organizações têm selecionado profissionais temporários para trabalharem em projetos específicos, ou têm buscado integrantes para suas equipes fora do espaço geográfico onde estão localizadas, em alguns casos até mesmo em outros países, para trabalharem à distância.

No entanto, a principal mudança que já estamos vendo, mas deve transformar ainda mais o mercado de trabalho está relacionada com o uso da tecnologia, especialmente inteligência artificial, que tem revolucionado diversas atividades. Mas, é sempre válido lembrar que, ao menos por enquanto, ainda não há como substituir a inteligência emocional do ser humano.

Neste contexto, é possível afirmar que as tarefas mecânicas podem até ser assumidas pelas máquinas, mas o papel analítico continuará sob responsabilidade das pessoas.

O que esperar do futuro do trabalho?

Conforme relatório divulgado pelo Fórum Econômico Mundial, a estimativa é que 85 milhões de empregos sejam remodelados até 2025 no mundo, e ainda que 50% dos profissionais que forem mantidos em suas funções terão que buscar capacitação.

Além disso, também espera-se que as relações trabalhistas sejam mais flexíveis. Neste sentido, os profissionais de recursos humanos precisam estar atentos para lidar com todas as mudanças. Abaixo, listamos algumas tendência para o RH ficar atento:

Trabalho à distância

Uma das maiores tendências do futuro, impulsionada pela pandemia, é o trabalho remoto. Com o avanço da tecnologia, os espaços virtuais estão tomando conta das organizações, e o trabalho a distância que já sofreu muita resistência dos gestores começou a fazer mais sentido para muitos. Além de ser muito vantajoso, ele ajuda a reduzir os custos e também facilita na hora de conquistar bons profissionais.

Necessidade de profissionais mais qualificados

Enquanto algumas profissões devem desaparecer do mercado, outras devem surgir ou ganhar ainda mais relevância, porém, a qualificação deve fazer muita diferença na hora de selecionar um profissional, ou mantê-lo no seu quadro. Além de contratar profissionais capacitados, também será papel da empresa apoiar e incentivar a educação continuada dos seus colaboradores.

Valorização das habilidades pessoais

O mercado de trabalho já está mais atento às “soft skills”, também conhecidas como habilidades pessoais e comportamentais, como fluência digital, autoconfiança, flexibilidade, pensamento analítico, criatividade, liderança, inteligência emocional, entre outros. Mas, com a transformação do mercado, as empresas devem buscar cada vez mais habilidades pessoais específicas nos candidatos.

Dificuldade de retenção de talentos

O desafio de atrair e reter talentos deve se tornar ainda maior para as organizações, visto que o salário tem perdido sua relevância quando o colaborador coloca na balança a qualidade de vida, e busca um propósito para que o trabalho faça sentido. Sendo assim, o RH terá que se reinventar para melhorar a retenção de talentos, e diminuir os problemas de turnover que impactam na produtividade da empresa.

Oferta de benefícios flexíveis

Como apenas o salário não será suficiente para reter talentos, as companhias terão que se esforçar para serem mais atrativas, investindo em vantagens flexíveis e personalizadas aos colaboradores. Benefícios empresariais que sejam voltados para saúde física, mental e social é uma das maiores tendências neste sentido, e devem se tornar cada vez mais comuns no mercado de trabalho.

Como a empresa deve se preparar para o futuro do trabalho?

As transformações da sociedade também geram demandas complexas, que requerem das empresas uma mudança de comportamento, se quiserem sobreviver no mercado. Entre os pontos de atenção, ter uma cultura organizacional bem construída em torno da tecnologia é uma das prioridades, para que os colaboradores também caminhem na mesma direção.

Investir em inovação também é uma das estratégias que as companhias devem adotar, seja para aumentar a produtividade, ou apenas para oferecer maior conforto aos colaboradores e clientes. Hoje, já encontramos no mercado, escritórios mais inteligentes, ferramentas que diminuem trabalhos repetitivos, aplicativos de relacionamento, entre outros recursos.

Ter lideranças mais flexíveis também é uma ótima maneira de se adaptar ao futuro do trabalho, e obter maior rendimento da sua equipe. Uma das alternativas para isto é realizar cursos e treinamentos, pelos quais é possível moldar o perfil do gestor de acordo com suas necessidades, e garantir um ambiente propício para o engajamento e produtividade.



Por que a Onze tem tudo a ver com o futuro do trabalho?

Gestora especializada em investimentos e na saúde financeira do brasileiro, a Onze é uma excelente aliada para empresas que desejam se preparar para o futuro do trabalho. Entre as suas soluções, a Onze tem disponibilizado a Previdência Privada Corporativa, um benefício empresarial flexível e de fácil implementação, que tem o propósito de ajudar colaboradores a organizarem suas finanças e a terem menos preocupações com o futuro.

Para saber mais informações, entre em contato com a Onze.