Benefício fretado é uma boa opção para sua empresa? Veja como avaliar!

Por Redação Onze

benefício fretado

As empresas têm buscado oferecer benefícios variados para manter a satisfação dos colaboradores em alta. Por isso, é importante buscar oferecer benefícios empresariais que sejam baratos para o RH e que aumentem a produtividade das equipes. É possível, sim, ter o melhor dos dois mundos!

Entre os benefícios mais desejados pelos colaboradores estão aqueles que possibilitam ter mais tempo livre. O tempo gasto em deslocamento entre a casa do colaborador e a sede da empresa muitas vezes é visto como um tempo perdido ou estressante na rotina. É onde entra o benefício fretado, um meio de transporte diferenciado e confortável que melhore a rotina dos trabalhadores. E motivos para isso não faltam.

O colaborador que dirige rumo ao trabalho tem certo conforto, mas enfrenta o estresse do trânsito diariamente. Já aqueles que utilizam o transporte público muitas vezes precisam acordar mais cedo para chegar no horário, precisam lidar com atrasos, imprevistos e enfrentam problemas com veículos lotados, o que aumenta o estresse do cotidiano.

Além disso, em tempos de pandemia, um levantamento realizado pela WRI mostra que as pessoas estão preocupadas com a higiene no transporte público e no deslocamento urbano.

Vamos ver como funciona o benefício fretado e se é uma boa opção para a sua empresa?

O que é um benefício fretado e como funciona?

O benefício fretado ou fretamento empresarial é quando a empresa contrata veículos particulares de transporte como ônibus, micro-ônibus ou vans para fazer o transporte de colaboradores de suas casas até a empresa.

É a mesma ideia do transporte escolar, aquelas vans que pegam as crianças na porta de casa para levá-las à escola. Só que o transporte no caso do benefício fretado é oferecido pela empresa e muitas vezes não passa exatamente na porta de casa, mas na via principal mais próxima. Afinal, os adultos podem caminhar um pouco, as crianças não.

O benefício fretado inclui a viagem de ida e de volta do trajeto casa-trabalho, e é uma das opções que o RH deve considerar na sua gestão de benefícios.

Quais as vantagens de oferecer fretamento empresarial aos colaboradores

As maiores fontes de preocupação para os colaboradores são o dinheiro, a saúde, a família, o trabalho e a violência, de acordo com levantamento realizado pela Onze.

O benefício fretado é uma opção interessante para dar conta de algumas preocupações, pois garante algumas vantagens que respondem a essas inquietações:

  • Menor tempo de deslocamento no trânsito, mais tempo com a família;
  • Conforto e segurança no trajeto;
  • Pontualidade garantida;
  • Maior qualidade de vida para o colaborador: melhoria na saúde mental, satisfação no dia a dia, menos estresse, maior produtividade;
  • Tempo livre para descansar ou fazer atividades prazerosas no trajeto;
  • Contato com menos pessoas do que no transporte público, maior higiene em tempos de pandemia.

O benefício fretado pode ser descontado como vale transporte? O que diz a CLT sobre o transporte de colaboradores?

A Lei 7.418 instituiu o vale-transporte no país, e determina que as empresas podem descontar até 6% do salário do colaborador como auxílio transporte, e deve arcar com o resto das despesas (se excederem esse valor).

O artigo 8 da mesma lei diz que “Asseguram-se os benefícios desta Lei ao empregador que proporcionar, por meios próprios ou contratados, em veículos adequados ao transporte coletivo, o deslocamento integral de seus trabalhadores.”.

Portanto, nesse contexto, pode-se interpretar que o transporte fretado equivale ao vale-transporte. Porém, é interessante analisar junto ao departamento jurídico e discutir bastante no setor de RH se tudo está sendo feito dentro da legalidade.

Afinal, o vale-transporte é um Direito Trabalhista que deve ser observado. Caso o benefício fretado não seja passível de ser descontado no salário, pode ser oferecido como um benefício flexível pela empresa, como uma opção ao auxílio combustível, por exemplo.

Quando vale a pena fretar um meio de transporte

A conta para o RH saber se esse benefício vale a pena envolve muitos fatores.

O vale-transporte costuma ser a opção mais barata, mas nesse caso, o barato pode sair caro. Afinal, se os colaboradores estão com pontualidade baixa, cansados, insatisfeitos, o transporte pode ser uma das causas até da baixa produtividade.

A primeira pergunta que o RH deve se fazer é: o transporte é uma fonte de estresse e insatisfação entre os colaboradores? É preciso agir sobre isso para resolver um problema? A produtividade vai melhorar se for oferecido o benefício fretado?

Vale a pena o RH avaliar na ponta do lápis fazendo levantamentos dos endereços dos colaboradores, se há interesse no transporte fretado, quais rotas precisariam ser feitas e quanto isso custaria junto a várias empresas de transporte privado.

Depois de feita essa análise, compare com os valores do vale-transporte e não esqueça de levar em conta o estresse causado pelo transporte público e pelo trânsito no dia a dia.

Tipos de fretamento empresarial

Existem algumas modalidades diferentes de fretamento empresarial, mas as principais são:

Fretamento coletivo

É quando a empresa contrata um veículo inteiro para realizar um trajeto. O preço a ser pago leva em conta o veículo inteiro, estando ele cheio ou não. Muitas vezes a avaliação sobre se vale a pena ou não oferecer esse benefício se relaciona com a adesão ao transporte fretado. Quanto mais cheio o veículo, mais barato fica para a empresa.

Fretamento individual ou compartilhado

Nesse tipo de fretamento a empresa contrata o transporte por assento. Ou seja, no mesmo veículo podem ir pessoas que vão para locais diferentes, mas que passam pelo mesmo trajeto. Essa é uma opção interessante caso haja poucos interessados no transporte fretado, e pode ser oferecida como um benefício flexível.



Por que pensar em benefícios relacionados ao transporte?

O colaborador vê muitas vantagens em benefícios relacionados ao transporte, e isso pode ser um diferencial na hora de atrair talentos.

Além disso, a diminuição do estresse cotidiano é uma forma de reter talentos e diminuir o turnover, a rotatividade das equipes.

Garanta benefícios vantajosos para a sua empresa, indo além do tradicional vale alimentação, e transforme-a em um ambiente em que todos querem trabalhar!