Psicologia do trabalho: o que é e como aplicá-la no dia a dia da empresa

Por Redação Onze

psicologia do trabalho

Trabalhar em um ambiente saudável, que promova a qualidade de vida e o bem-estar dos colaboradores, é um dos pontos mais buscados atualmente pelos profissionais. E os números reforçam isso.

De acordo com um estudo elaborado pela Catho em 2018, 64% dos profissionais anseiam melhorar sua qualidade de vida. Percebendo essa movimentação, muitas equipes de Recursos Humanos passaram a desenvolver estratégias focadas no bem-estar de seus times. Do recrutamento ao feedback, tais ações deram origem à chamada psicologia do trabalho.



O que é psicologia do trabalho?

O trabalho está inserido na rotina das pessoas desde os primórdios. Do seu surgimento e durante todos esses anos, inúmeras mudanças – sejam elas de época ou sociais – provocaram transformações nas relações entre empresas e profissionais.

Se qualidade de vida se tornou prioridade, as condições e relações de trabalho surfaram nessa onda. Prova disso é que é cada vez mais comum ver anúncios de vagas que destacam a cultura, políticas e valores de uma empresa. E a psicologia do trabalho está inserida nesse contexto.

Basicamente, a psicologia do trabalho tem como norteador proporcionar um ambiente agradável às equipes, garantindo que as condições sejam favoráveis ao bom desempenho das atividades.

Os profissionais que compõem os times de Gestão de Recursos Humanos e, de maneira geral, os que fazem Gestão de Pessoal, precisam estar constantemente atentos a como o ambiente tem interferido nas relações entre os colaboradores de maneira interpessoal ou profissional.

Falando em gestão de pessoas, veja as mudanças que o RH 4.0 irá provocar nas empresas

Psicologia do trabalho x psicologia organizacional

Embora estejam relacionadas, a psicologia do trabalho difere da psicologia organizacional. Como o nome sugere, a psicologia organizacional tem como foco a organização, ou seja, a empresa. Nesse caso, as ações desenvolvidas são voltadas para as necessidades da instituição.

Um exemplo de psicologia organizacional é o processo de recrutamento e seleção de talentos porque é pensado para buscar e promover melhorias para os resultados da empresa. Isso pode ser feito nas entrevistas de emprego ou por meio do desenvolvimento do colaborador.

Em paralelo, a psicologia do trabalho é focada no próprio colaborador. Por isso, seu papel é desenvolver estratégias que atendam às necessidades do homem, de maneira individual, e que o amparem em suas relações com seu trabalho.

Em resumo, a psicologia do trabalho reconhece as particularidades de cada um e oferece ferramentas para que se desenvolvam e se sintam em um ambiente seguro e integrado.

Benefícios da psicologia do trabalho

Como dissemos, as iniciativas voltadas para a psicologia do trabalho têm se tornado cada vez mais estratégicas nos RHs. Além de atender às necessidades dos colaboradores, as estratégias trazem uma série de benefícios para a rotina das empresas. Entre os quais, destaque para:

Engajamento e motivação

Ao colocar o colaborador como elemento central nas estratégias da empresa, ele se sente em um ambiente agradável, em que o seu bem-estar é priorizado. Consequentemente, esse colaborador se sente motivado pelos valores da empresa e mais empenhado na entrega de resultados relevantes.

Atração e retenção

Outra consequência de um ambiente pautado pelo bem-estar do colaborador é a redução de turnover motivada pela retenção orgânica. Ao ser valorizado e receber ferramentas para isso, ele se mantém conectado aos valores e ideais da companhia. Também por isso, as chances de atração orgânica se elevam, fazendo da instituição um reduto de bons profissionais.

Absenteísmo

Parte da redução nas taxas de absenteísmo é reflexo de um ambiente engajado e produtivo. Além da identificação com a empresa e a consequente motivação por fazer parte, as estratégias pautadas no indivíduo proporcionam um ambiente cuja segurança do trabalho é continuamente promovida. O resultado é um time mais saudável e mais presente.

Aplicações da psicologia do trabalho nas empresas

Já falamos sobre os benefícios da psicologia no trabalho para a empresa e seus colaboradores, mas em quais contextos dessa relação ela está presente?
Confira:

Ações de motivação

A área de endomarketing tem grande participação na construção do relacionamento entre empresa e seu time. Ao pensar em iniciativas que gerem engajamento e bem-estar, o colaborador é colocado em uma posição de protagonismo.

Incentivos de prevenção à saúde

Além de um ambiente pautado por uma cultura saudável, a promoção à saúde também é um ponto importante dentro das estratégias de psicologia do trabalho. Ao ter como foco a prevenção, as ausências causadas por doenças ou outros problemas de ordem física tendem a diminuir.

Avaliação de desempenho

O relacionamento entre colaborador e a área de gestão de pessoas deve ser constantemente alimentado por iniciativas que o desenvolvam. Isso pode ser feito através de avaliações recorrentes de desempenho, com a adoção de feedbacks e programas de desenvolvimento, além do aprimoramento do fluxo de comunicação entre as partes.

Sobre a Onze

O bem-estar do colaborador é pautado por uma série de iniciativas, entre elas, a adoção de benefícios relevantes. Conheça as soluções que a Onze oferece para fortalecer a relação entre sua empresa e seu colaborador.